7-A resposta.

6 5 0

[...uma semana depois...]

POV Jolie

Já se passou uma semana e eu não tive nenhum tipo de contato com Harry, não sei porque acho que foi porque eu tive medo, medo do que? eu não sei, eu juro que não sei mas não consigo tirar da cabeça uma coisa que a Lucy disse para mim:

"Quanto mais nós amamos uma pessoa mais queremos estar perto dela"

Isso realmente mexia comigo, mais no decorrer dessa semana (que sinceramente não teve a menor graça) eu percebi que não consigo ficar sem ele, isso era estranho mais sem ele parecia que faltava algo  em minha vida e eu me lembro que ele disse que eu poderia acha-lo louco mais se ele é louco eu também sou pois eu o amo e não vou mais ter medo disso porque é verdade e eu sei.

Então eu fui direto até a casa dele, era uma manhã  calma de sábado, então daria certo pois eu não tenho aula hoje.

Tomei um banho, para melhorar minha cara de morta, coloquei uma calça jeans preta uma camisa branca é um colete jeans por cima calcei uma das minhas sapatilhas delicadas, deixei o cabelo solto e passei uma leve maquiagem.

Quando eu desci do quarto dei de cara com minha mãe.

---Oi meu amor finalmente saiu de seu quarto. Ela disse (sim eu passei essa semana todinha trancada em meu quarto)

---Sim mamãe eu já me sinto bem melhor e resolvi dar uma volta e pegar um ar pois passei muito tempo em um lugar abafado.

---Ok meu bem, mais tome cuidado tá?

---Claro mami, pode deixar.

Sai alegre e satisfeita por já ter serteza de minha escolha sim eu o amava. Mais depois comecei a pensar se ele me receberia bem, pois ele havia se declarado a mim e eu depois de não dar uma resposta concreta ainda fiquei uma semana sem falar com ele, fechei o sorriso e fiquei aflita, mais isso é uma coisa que a gente só descobre depois que acontece então não desisti pois se eu voltasse  seria apenas mais um motivo dele não me perdoar e eu já não aguentava ficar longe dele.

Quando eu cheguei bati na porta já com medo de sua reação.

---Eai já se decidiu? Ele perguntou com um grande e maravilhoso sorriso o que me fez sorrir também.

POV Harry

Já havia se passado uma semana e parecia que eu ia morrer mais como eu prometi a ela eu daria espaço para ela se decidir, com minha cabeça no travesseiro sem querer comer sair de casa ou qualquer outra coisa pois eu não viveria mais sem ela meu deus parecia mesmo que eu ia morrer. Meus pensamentos foram interrompidos por alguém que bateu na porta.

---Oi meu amor estou muito preocupada com você, já tem uma semana que você não sai desse quarto e também não come direito o que foi que houve?

Era minha mãe tão doce sempre se preocupando com seu filhinho.

---Não aconteceu nada mãe não se preocupe eu só não me sinto bem. Menti não queria preocupar minha mãe.

---Ta bom meu amor mais tome um banho e coma algo para ver se você fica melhor, não aguento vê-lo assim.

---Sim mãe não se preocupe ficarei bem eu já vou descer para comer, mais não se preocupe comigo ok?

---Ta bom benzinho vamos sair para comer quer ir junto?

---Não mãe eu não tô no clima mais obrigada.

---Ok amor eu entendo, até mais tarde então, coma algo e vê se melhora essa cara tá.

Um Amor quase impossível |H.S| (Hiatos)Leia esta história GRATUITAMENTE!