Capítulo 20

9.7K 1K 658

Niall nunca tinha ficado tão preocupado em toda sua vida. Ele nunca sentiu medo antes de um jogo de futebol, ou antes de uma prova importante. Mas agora, enquanto ele dirigia para longe da bela mansão branca que pertencia ao monstro horrível e feio, sem Louis enfiado no abraço acolhedor e amoroso de Harry; ele estava apavorado.

Ele estava preocupado com o menino desaparecido, o seu coração estava partido ao ver o menino sentado ao seu lado. Harry tinha finalmente parado com os soluços e agora estava chorando baixinho enquanto olhava pela janela do passageiro com um olhar vago. Niall não pôde deixar de notar que cada vez mais lágrimas saíam dos olhos do menino.

 Ele sabia que devia ter sido incrivelmente difícil para Harry ter que ouvir as palavras nojentas que saíram da boca do Sr. Tomlinson. Não eram somente as palavras ditas ao de cabelo encaracolado, mas que também foram faladas sobre o menino que eles estavam preocupados. Niall desejou que Harry não tivesse ouvido aquilo, na verdade, o loiro desejou que ele nunca tivesse que ouvir nada. Isso o fez se sentir mal do estômago.

Niall virou ligeiramente a cabeça e olhou para o amigo com o canto dos olhos. Ele colocou a mão suavemente em seu ombro, tentando oferecer a Harry algum tipo de conforto.

“Vai ficar tudo bem, Harry.”

Harry puxou as pernas para cima, até o pequeno assento e passou os braços em torno delas, virando a cabeça para encarar o loiro com os olhos marejados. “Eu não acho que vá ficar.”

Niall engoliu o nó pesado em sua garganta e sentiu seu lábio inferior começar a tremer, sua voz em um tom derrotado. “Não diga isso.”

“Por quê?” Harry respondeu, elevando a voz. “É verdade. Nada sobre está situação está bem.”

Niall suspirou. “Eu sei disso, mas precisamos permanecer positivos e manter a fé.”

“Como? Nós não vamos o encontrar, não encontramos até agora.”

“Vamos, não se preocupe...”

“Não se preocupe?” Harry interrompeu, quase gritando. “Você não ouse me dizer para não me preocupar. Ele provavelmente está lá fora morrendo de frio e aterrorizado.”

Niall se encolheu com o tom da voz de Harry, ficando mais irritado a cada palavra. “Harry, por favor. Eu estou apenas tentando ajudar.”

Harry respirou fundo e enfiou a cabeça entre os joelhos. Ele cobriu o rosto com os braços quando sentiu seu corpo inteiro tremendo, em uma mistura de novas lágrimas e raiva. Ele mordeu a manga da camisa em uma tentativa de abafar os soluços que ele era incapaz de controlar. Um milhão de pensamentos corriam pela sua mente sobre o que poderia estar acontecendo com Louis agora. A voz do Sr. Tomlinson estava vibrando em sua cabeça; suas provocações ecoando em seus ouvidos.

De repente, Harry podia sentir cada palavra ofensiva, cada impulso prejudicial, cada olhar enojado que tinham lhe dado desde que ele saiu. Imaginou cada contusão que havia pela pele perfeita de Louis, cada gemido cheio de dor que saiu de sua boca, e cada olhar repleto de medo que passava sobre seus olhos azuis com oceano.

Aquilo era muito.

Harry sentiu seu mundo girar enquanto tentava expulsar as vozes de sua cabeça. Ele sentiu seu estomago revirar quando ele foi incapaz de retirar as imagens dolorosas de sua cabeça.

“Pare,” Harry conseguiu dizer através de sua respiração irregular.

“O quê?” Niall perguntou confuso com o comando súbito.

“Pare,” Harry repetiu e soltou o cinto de segurança.

Niall desacelerou o carro e puxou para o lado da estrada. Ele observou com preocupação Harry abrir a porta do passageiro e correr para fora do carro; caindo de joelhos. Ele torceu o nariz quando viu Harry vomitando sobre a grama, tirando todo o conteúdo do seu estômago. O loiro pegou uma garrafa de água que estava no carro e fez o seu caminho até o outro rapaz. Ele ajoelhou-se ao lado de Harry e passou a mão em suas costas.

More Than Meets The EyeWhere stories live. Discover now