Cap 101- Me ama?

4.2K 281 18

Jay~

Acho que fui sedada pois acordei e ja era noite,abri os olhos devagar.

Comecei a pensar nas coisas sabe? Tipo no bebê,eu nao me protegi,ele nao tem culpa de nada disso.

Eu nao posso tirar a vida dele só porque eu não soube cuidar da minha,o Juninho falava direto de ter uma cria daqui a alguns anos,a diferença é que veio mais cedo,se ele nao assumir eu me viro sozinha mesmo, nunca precisei de um pai pra cuidar de mim e meu bebê tambem nao vai precisar.

Vejo a porta sendo aberta e olho.

Let- Podemos conversar?

Eu- Vai me dar sermao? Se for pode ir embora.

Let- Queria ter a sua sorte.- Ela senta na poltrona e eu a encaro.- Sabe ter uma familia dessa,voce tem um namorado gato e sub do morro,e agora ta esperando um filho dele.

Eu- Eu não vou deixar ele.

Let- Eu ja fui esse nenem,minha mãe tentou me matar, eu fui vendida ainda pequena,fui extrupada varias vezes,minha sorte foi chegar no morro.

Eu- Letícia eu to com medo,eu não sei cuidar nem de mim,imagina de uma criança,eu vou ficar parecendo um hipopotamo,vou nem poder ir nos bailes e o pior de tudo... SEM TRANSAR POR 9 MESES.

Let- Fia gravida transa sim.

Eu- É!

Let- Logico.

Eu- Ah... Entao seja bem vindo a família bebe.- Passei a mao na barriga.- Oia ele chutou.

Let- Jay ele é um carocinho de feijao,nem pé tem ainda.

Jay- Entao vai pegar comida pra mim por que é fome.

Ela ri e sai do quarto,mal sabe ela que na verdade não foi ela que mudou minha ideia de tirar meu bebê.

Dia seguinte...

My~

Já era 3:50 da tarde quando finalmente terminei de limpar a casa.

Eu- Aii to exaustaaaaa.- Me jogo no sofa.

Madrinha- Myrellaaaaaaa me ajuda aqui.- Gritou.

Eu- Aff. Ja vooooou.- Me levanto de novo.

Subo as escadas e entro no quarto da madrinha.

Eu- Oi.

Madrinha- Como faz pra bloquear essa criatura?

Eu- Quem tia?

Madrinha- Uma mulher chata que fica querendo cuidar da minha vida.- Ela revira os olhos.- "Ai por que voce não alisa o cabelo? Ia ficar linda"" Nossa Viv pinta o cabelo de preto".- Ela fala com uma voz fina.

A Marrenta No Colegio InternoLeia esta história GRATUITAMENTE!