epígrafe

169 66 44
                                                  

No teu vazio eu sempre vejo tanto.

Uma página em branco (EM BREVE)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora