Capitulo 4

3.6K 362 2

                             Nanda

Acordei no outro dia como esperava 2n não estava mais tomei um banho rapidinho me arrumei arrumei uma bolsa com algumas coisas minhas e desci.

Nanda: bom dia - sentei na mesa

Celia: bom dia meu amor - sorriu – milagre vocês acordada em - me olhou

Ellen: ela não tá acreditando que o filho dela ficou enchendo até nos vir embora cedo - bufou e eu ri

Nanda: não sei como ele consegue ser tão insuportável assim - peguei um pão e preparei

Comi ali com elas conversando expliquei que iria pra minha mãe precisava mostrar pra ele que nos já era mais eu morando aqui não dá certo.

Elas super me apoiaram mandei uma msg pra Karine e fui pra casa dela.

Karine: ami tem certeza que é isso mesmo né - eu assenti

Nanda: não dá pra fingir que nada mudou amiga preciso de um tempo pra por a cabeça no lugar.

Conversamos mais um pouco liguei pra minha mãe estava tudo certo diz ela que conversou com Lucas né quero só ver.

Karine me levou lá na mangueira quando cheguei meu irmão tava no portão com uns mlk olhou nem na minha cara tmb não rendi pra ele não entrei Karine vazou eu me joguei lá no sofá.

Fiquei lá viajando até Alana chegar da escola me viu ali veio já correndo.

Alana: manheeeeee - me abraçou e eu beijei ela

Nanda: Ooi meu amor como você está - sentei ela no meu colo

Alana: eu to bem estava com saudades cadê meu papai - me olhando

Nanda: seu pai ta em casa amor

Fiquei com Alana ali conversando matando a saudade ela foi trocar de roupa e fomos almoçar.

Lc: aí mãe coloca aí pra mim - sentou de frente pra mim mas nem me olhava.

Ruth: já falou com sua irmã Lucas - ele fingiu nem ouvir ela

Neguei rindo de lado e comi na minha quando ele quiser falar eu falo sinto saudades do meu irmão mas não posso obrigar ele a falar comigo né.

{...}

📱2n on📱

2n: de coe Fernanda que ideia é essa de ir embora parceiro - já foi falando assim que atendi

Nanda: Erick eu tinha te falado que não dava pra nós continuar mais - suspirei

2n: NÃO DAVA O CRLH FDP, PODE VOLTAR SE NÃO VOU AÍ PORRA E NÃO VAI PRESTAR HEIN - começou a gritar até tirei o celular do ouvido tá surtado

Nanda: para cara para, dessa forma não dá pra conversar olha como você está - falei calma.

2n: calma o crlh vacilona to atravessando nessa porra você vai voltar cmg po, tá mandada !

📱 2n off 📱

Desligou na minha cara eu respirei fundo passando a mão no rosto lavei a louça do almoço depois ajudei a Alana com o dever da escola.

Ruth: filha - entrou no quarto – o pai da Alana tá lá embaixo - ela já levantou e saiu correndo

Nanda: mãe ele que me levar embora - suspirei e fui saindo com ela

Alana tava no colo do pai cheia de chamego e lindo de ver eles dois juntos 2n pode ter todo defeito do mundo mais sempre foi um paizão sempre fez de tudo pela filha.

O preço dessa vida (M)Leia esta história GRATUITAMENTE!