18/10/10

166 39 1

Julinho, eu preciso fazer uma visita a alguém que há muito tempo não vejo. A pessoa que nos ensinou boa parte do que sabemos sobre a vida hoje e que nos deixou o lema mais importante sobre a eternidade do amor entre pessoas que têm laços verdadeiros, muito maiores do que apenas de sangue. Nós três tínhamos esse laço, e quando ela se foi eu achei que uma ponta tinha ficado solta. Mas não ficou.
Esse tempo todo você estava certo, ela não nos abandonou, apenas não teve escolha a não ser ir. E apesar de termos perdido-a, ela permanece aqui, entrelaçada em nós, nas nossas lembranças e no nosso amor.
Eu tentei ser forte, cuidar de nós dois, guardar o meu sofrimento com medo de transmiti-lo a você, mas, ao contrário do que eu pensava isso não fez ele acabar logo e sim ir pouco a pouco me machucando de uma forma muito ruim.
Ainda estou ferida e provavelmente continuarei por muito tempo, não tenho como saber. Mas haverá dias em que ela estará mais fácil e em outros mais difícil, esta é uma luta contínua. Pode não ser muito claro ainda, porém eu sei que você entende. É pequeno e muitas vezes parece ingênuo, mas você sabe e sente as coisas a sua volta. Você é forte e corajoso, amoroso e otimista, e por isso te admiro e te amo.
Nós dois sentimos a falta dela, mas você não deixou sua ligação com ela enfraquecesse, eu sim. Por isso quero que vá comigo revê-la, preciso da sua companhia para ser forte e entregar algo a ela, e também pra continuar nessa nova fase da minha e da nossa trajetória.

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.
Bilhetes para JulietaLeia esta história GRATUITAMENTE!