Fuga

3.3K 246 29
                                    

POV Médico

-Doutor, acabei de receber os novos exames do rapaz do quarto 507, ele tomou uma dose muito concentrada de Estanozol, EPO, hGH, DHEA e Testosterona.- ela faz preocupada.

-Pera ai... Tudo isso em uma droga só? É praticamente um milagres ele ainda está vivo, temos que limpar o organismo dele o mais rápido possivel.

Depois de várias horas, conseguimos retirar as substâncias do corpo dele. Ele vai acordando aos poucos.

-Onde eu to? Por que eu não to sentindo a minha perna?- ele pergunta confuso.

-Você está no hospital, senhor Mahone. O senhor se envolveu em uma briga de rua, levou uma facada na coxa que atingiu um nervo da coxa e isso junto com as drogas que o senhor consumiu, levaram a uma perda dos movimentos da sua perna , será necessário que o senhor faça fisioterapia para tentar recuperar os movimentos.

-Tentar recuperar??? Eu to aleijado??? É isso?! Eu vou ficar aleijado? Que espécie de médico de bosta você é? Me conserta agora, porra!!!

-Senhor, acalmasse. A lesão foi muito delicada e as drogas que o senhor tomou impediram o seu fator de cura de agir, o único culpado é você, por ter tomado aquilo com a falsa esperança de que seria melhor que os outros, desejou tanto e acabou sem nada. - falo e saio do quarto dele.

POV Demi

Eu sei que falei que iria ficar com as meninas, mas eu preciso ensinar um lição pro Mahone, e vou em direção ao quarto dele e entro.

-Eai, Mahone? Fiquei sabendo que você ficou aleijado- falo debochada.

-Eu não preciso das duas pernas pra acabar com você, sua aberração.- ele fala isso e eu seguro o pescoço dele e solto minhas garrar lentamente até encostar no pescoço dele, ele tenta soltar suas garras, mas não consegue.

- Você é burro mesmo. Eles não deixariam um lobisomem totalmente desequilibrado e sem um pingo de moral, aqui com os poderes, ele te deram inibidores, seu animal, pra todos os efeitos você tem a força de um humano normal. Já eu... Eu tenho a força de um alfa-falo apertando o pescoço dele.- Você vai deixar a Lauren e a Camila em paz, senão eu mesma, a aberração aqui, vou fazer a sua vida um inferno que você nunca imaginou nem no seu mais assustador pesadelo.

POV Lauren

-Camz... Como é que ta o nosso pequeno? Ele ta bem? Posso falar com ele?

-Mas, Lo... Ele ainda não ta nem formado direito...

-Por favor, Camz... Meu amorzinho- falo beijando o rosto dela.

-Ta bom, você pode falar com ele.

-Eai, carinha... Aqui é a Papá, quando você sair dai, nós vamos brincar muito, eu e a sua mamãe ja te amamos muito, você é a coisinha mais especial nas nossas vidas. Nós amamos muito você- digo e vejo Camila chorando.

-Você é tão fofa... - fala e me beija.

-E você é maravilhosa, a mulher mais linda que eu ja vi. Minha ômega.- falo sorrindo.

POV Alex

*Três meses depois*

-Então, a sua situação está bem ruim, você foi pego em flagrante por tentativa de estupro com aquela garota, foi enquadrado por agredi a namorada dela e ainda confessou que iria estuprar ela e que iria matar a namorada dela, eu estou tentando de tudo, mas está complicado pro seu lado. -diz o idiota do meu advogado.
-Eu to te pagando pra me tirar desse buraco e não pra tentar, me tira dessa merda, ou eu vou ter que dar um jeito de sair daqui sozinho. -digo e deixo ele falando sozinho.

***** ***** ***** ***** *****

Já era noite quando os primeiros presos começaram a rebelião, metade dele atacava os guardas enquanto a outra metade terminava de cavar o túnel pelo qual iriamos fugir. Estava tudo certo, em poucos minutos o túnel ja estava pronto, os presos atravessavam ele rápido, mas quando chegou na minha vez, Joel (o cara que sempre me espancava e que mandava no bloco onde eu estava) me puxou e ne deu um soco cortando meu supercílio e  me fazendo cair.

 Estava tudo certo, em poucos minutos o túnel ja estava pronto, os presos atravessavam ele rápido, mas quando chegou na minha vez, Joel (o cara que sempre me espancava e que mandava no bloco onde eu estava) me puxou e ne deu um soco cortando meu s...

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

-Qual é a tua, porra?!! Eu vou sair dessa merda de prisão!- falo empurrando e  dando um soco nele.

-Não vai não, lixo como você tem que ficar preso!! Estuprador de merda!! Você tem que apodrecer aqui dentro, seu verme de merda- fala me dando um soco e depois um chute.

Parto pra cima dele, mas não consigo acertar mais nenhum soco nele, ele me bate fazendo outro corte no meu rosto, abaixo do olho, pego a faca que tinha construindo escondido na cela e enfio na barriga dele 7 vezes.

-Eu vou sair desse inferno hoje, seu filho da puta. E nem você vai me impedir de ter o que eu quero- enfio a lâmina mais duas vezes nele e corro até o túnel.

Chego do outro lado e corro até não ser mais visto pelos guardas que vieram atrás dos que fugiram. Invado uma casa, pego umas roupas, facas e saio.

-Miami... Eu voltei. Me aguarde, Jauregui. Sua hora chegou. - falo com um sorriso diabólico, roubo o carro que estava na garagem e saio dirigindo sem rumo.

My Big Bad WolfOnde as histórias ganham vida. Descobre agora