Ohana

6K 533 319

Hey, bbs!

Voltei, mais rápido do que vocês pensaram, QUE HINO NE NON?

Pois bem, não tenho muito o que falar além de que agradeço muitíssimo o carinho de vocês e sempre a recepção que recebo a cada atualização.

Agora aproveitem bastante esse capítulo, é um dos meus favoritos.

\o

...


"Ohana quer dizer família. Família quer dizer nunca abandonar ou esquecer."

- Lilo & Stitch.



O cheiro de casa, de amor e conforto emocionou Camila.

O abraço de sua mãe lhe aqueceu com uma velocidade nada surpreendente.

"Si, mamá... Abrázame fuerte."

Queria dizer, apertando sua mãe em seus braços, deixando aquele sentimento extravasar por cada célula de seu corpo cansado. Aqueles braços... Aquele calor... Aquele cheiro tão familiar. Estar nos braços de sua mãe era como estar em casa. Sentiu-se segura, emocionada, forte, revigorada... Sentiu-se exausta, amedrontada, fraca e infantil... Infantil porque ela queria estar naqueles braços até que aquele pesadelo terminasse. Ela queria trazer Isabela para seus braços, para que juntas pudessem ficar ali naquela casa maravilhosamente aquecida, cheirosa e confortável.

– Eu deveria enchê-las de tapas. – Começou a ralhar Sinu. - Nunca mais me faça isso, Karla Camila, nunca, nunca mais me faça isto. – Abraçou-a com mais força, beijando-lhe a testa, as bochechas, acariciando-lhe os cabelos. – O que aconteceu, filha? – Mirou-a nos olhos emocionados e então mirou Lauren, que também emocionada sorria. – O que foi que fizeram com vocês? Você está bem? Sua irmã já voltou? Chris me disse poucas coisas. – Chris entrou na sala naquele momento. Seu rosto demonstrava preocupação, inquietação e saudades. Vestia um conjunto preto de moletom, tênis, preparado como John havia lhe ensinado para uma possível situação de emergência. Seu rosto bonito também demonstrava cansaço.

Camila perguntou-se se alguém voltara realmente a dormir após a ligação de Ian.

– Minha mulher? – Ele perguntou de imediato e Lauren e Camila sorriram.

- Está muito bem. – Lauren respondeu. – Está se saindo muito bem. Ela está protegida, Chris, mais do que todos nós nesta sala, acredite. – Chris assentiu e Lauren entendeu que aquela situação tornava-se cada vez mais difícil para seu primo.

Ao contrário dela e de Camila, Dinah e Christopher jamais havia se separado por mais de dois dias.

– Estou enlouquecendo.

– Eu sinto muito, primo. – Chris voltou a assentir, sentando-se no sofá.

– Onde vocês estavam? – Sinu não tardou em enchê-las novamente de perguntas. – Dinah estava com você? Em que lugar do estrangeiro vocês estavam? Eu quase morri de preocupação. Quase tive algum ataque quando vi esse muchacho na porta da minha casa perdido feito una cucaracha tonta, me dizendo que Dinah Jane havia viajado e que nós precisávamos conversar sobre algumas coisas. – Chris sorriu, encostando-se no sofá com os olhos fechados, desejando com todas as forças que sua mulher tivesse voltado com sua irmã e sua cunhada. – A verdade é que ele falou e falou e nada disse! Estou preocupada, Karla Camila! Mal consigo dormir. Onde você se meteu? Você me deve explicações também, Lauren. Grandes explicações, menina. Eu também estava morrendo de preocupação por você.

VuelvesLeia esta história GRATUITAMENTE!