Canivete

3.5K 264 57
                                    

POV Alex

Sinto um liquido gelado ser jogado contra o meu rosto. Me levanto depressa e assustado.

-Bom dia, seu verme. Vai pro canto da parede! Ta na hora de apanhar- fala um cara grande e forte.

-Não... Não to afim- falo limpando meu rosto. Ele me acerta com um soco no rosto me fazendo cair, os outros detentos riem de mim.

-Vai pra lá, porra. Agora, seu merdinha! - ele grita e eu me arrasto até lá. Ele e os outros presos começam a me bater, são vários socos e chutes. Caio no chão sentindo muita dor.

-Vamos rapazes, amanhã batemos mais nesse bosta- ele sai da cela. Me levanto e vou lavar meu rosto.

POV Lauren

Depois que mordi Camila, ela anda exibindo a mordida sempre que pode. Já mostrou para os pais, para as meninas e pra todos que perguntam.

-Lo! Vem cá, me ajuda a colocar essa caixa no guarda roupa.- ela grita e eu vou ajuda-la, chegando lá vejo que ela estava em cima da escada e se desequilibrou, a seguro antes que ela caia.

-Oi, amor... Que bom que vc chegou... Seria uma queda feia, né?- fala me abraçando.

- Já é a segunda vez que você fica tonta e se desequilibra... Vamos ao médico.

-Mas Lo... Não é nada...

- Karla Camila, vamos pro médico sim- falo e ela joga uma camisa na minha cara.

-Não me chama de Karla, Michelle- fala pausadamente. Vestimos umas roupas mais apropriadas e vamos ao médico, depois de um tempo somos atendidas.

-Bom dia Senhorita Jauregui e Senhorita Cabello, sou a doutora Anne- fala e eu conto o motivo da visita. -Bem... Eu irei pedir alguns exames apenas para garantir.- ela pede os exames e depois de alguns minutos, nos chama novamente para a sala dela.

-‎ Senhoritas, tenho uma boa noticia para vocês. Parabéns, vocês vão ser mães- fala a doutora.

-Mas... Vc tem certeza doutora? Lo... Eu... Me desculpa... Eu achei que estava tomando as pílulas da forma correta... Me desculpa- escuto Camila falar aos prantos.

-Ei, Camz... Por que você ta chorando? Vamos ter um bebé... Um mini Cabello-Jauregui- falo animada.

-Você... Você não ta brava? É que... Não foi planejado...

-Amor... É o nosso pinguinho de gente que ta ai na sua barriga... Eu amei esse presente, Camz.

-Bom... Eu irei pedir mais exames, mas por enquanto... Vocês podem curtir essa gravidez.- Saimos do consultório aminadas.

-Vamos ter um bebê!- grito no meio da rua.

-Lo... As pessoas estão olhando...- fala Camila entrando no carro.

-Eu estou tão feliz, tem um pequeno Cabello-Jauregui ai na sua barriga. -falo alegre e beijo ela.

POV Austin

Pego mais um frasco e injeto a substância no meu braço. Agora aquela Jauregui não perde por esperar, vou partir ela ao meio e a Camila será minha.

-Ei garoto, vai com calma, isso dai é coisa pesada, não é como o "sorinho aguado" que você tomava, se usar demais... Você pode sair do controle ou até mesmo... Morrer...- fala o cara que me vendeu o produto.

-Eu sei o que to fazendo, isso aqui vai me tomar o alfa mais poderoso de todos, ninguém vai conseguir me deter- pago o produto e saio do beco em que estavamos.

Estou andando até o meu carro quando escuto uma voz familiar gritando "Vamos ter um bebê!"... Não! Não é possível! Olho em direção ao grito e vejo Camila e Lauren abraçadas. Entro no meu carro e acelero em direção a elas, mas para a minha surpresa, a Jauregui se vira rapidamente e segura meu carro antes do impacto.

- Não... Como isso é possível?- tento sair do carro rapidamente, mas meu cinto trava.

-Mahone! Agora você é um homem morto!- ela me arranca de dentro do carro e começa a me bater.

-Lauren! Para- diz Camila tentando segurar Lauren, mesmo tonto consigo ver nitidamente a mordida de Lauren no pescoço de Camila, uma raiva descomunal me consome e consigo derrubar Lauren no chão. Vou em direção a Camila.

-Você se entregou a ela? A essa aberração! Nós teriamos um futuro lindo juntos! Você é minha! Só minha!- tiro um canivete do bolso e abro ele.

-Austin... Não faz isso... Abaixa esse canivete, por favor- pego ela pelos cabelos.

-Você é só minha e vai ser pra sempre minha agora- me aproximo dela, mas sinto uma dor aguda nas minhas costas e caio no chão, Lauren tira o canivete da minha mão e o joga longe.

- Agora é entre você e eu, seu verme desgraçado- ela acerta um soco no meu rosto. Começo a sentir minha transformação começar, sinto meus ossos estralando e meus dentes e garras crescendo.

-Eu vou te matar, Jauregui- falo vendo ela já transformada.

Parto pra cima dela e acerto alguns golpes, mas depois ela me acerto no rosto me deixando tonto. Ela me arremessa contra a parede e eu sinto meus ossos quebrando. Mas que droga de soro foi esse que aquele desgraçado me vendeu, não estou mais forte porcaria nenhuma. Vejo a canivete perto de mim e pego ele sem a Jauregui perceber.

-Você vai deixar eu e a Camila em paz, senão eu vou terminar o serviço de hoje e te mato- ela fala segurando a gola da minha camisa. Eu rapidamente enfio a lâmina na barriga dela que grita de dor, ela se afastar e tira o canivete da barriga, ela joga ele em mim atingindo a minha coxa me fazendo sangrar muito até desmaiar

POV Camila

Vejo Lauren caindo no chão e corro para ajudar ela. Ela estava sangrando muito e com os olhos quase fechando.

-Lo! Fica comigo! Não fecha os olhos- falo ligando para uma ambulância.

-Camz... Eu te amo... Lembra disso... Se eu não conseguir voltar... Fala pro nosso pequeno ou pequena que eu amo muito ela também...- ela fala sorrindo e fazendo carinho no meu rosto. Rapidamente eles chegam e levam os dois para o hospital.

-Aguenta firme, amor. Estamos quase chegando. Chegamos no hospital e ela é levada para a sala de cirurgia.

-Moça... O ferimento dela foi muito profundo... Acreditando que perfurou o figado dela... E ela possivelmente esta com hemorragia interna... Vamos fazer o possível para salvar ela- diz uma das enfermeiras que estava conosco durante o percurso.

My Big Bad WolfOnde as histórias ganham vida. Descobre agora