☀️93☀️

9.8K 1.7K 4.9K

Deem suporte a fanfic, votem e comentem. Boa leitura!

Ps: fan made videos de sunboy no final do capítulo!

Ps2: sim, eu ainda estou viva.

Menos de três minutos após termos entrado na casa do Chupetinha, o chá de camomila de Jimin foi servido. Minhas sobrancelhas continuavam unidas, como se eu fosse Frida Kahlo, porque eu não compreendia todo aquele apreço de Chupetinha com Jimin.

Chupetinha. Satanás age de formas estranhas, realmente.

— Que bom que veio, Jimin! — expressou ele. — Nunca mais te encontrei em lugar algum. Deixou de frequentar aquelas baladas? Onde está indo atualmente?

Mirei Kris, que sorrateiramente usurpava um relógio na estante e escondia no sutiã. Eu ouvi Jimin responder a ele: — Eu vivo uma vida diferente agora…

— Ah, que pena — Chupetinha realmente pareceu triste. — Onde posso te encontrar, então?

No inferno, capeta.

— Hm, depois que Yoongi sair da cadeia nós podemos todos nos encontrar pra beber — respondeu, bebericando o chá.

Eu me acomodei melhor no sofá, incomodado. Chupetinha disse em seguida: — E por que não antes? Hm, Jimin?

Hm... não.

Tossi, e passei um braço pela cintura de Jimin, e disse: — Temos que resolver a situação do Yoongi, babe…

O olhar flamejante de Chupetinha veio em minha direção, e acho que pela primeira vez ele notou que eu também estava ali. Se formos considerar o arsenal de armas de fogo que ele deve ter no armário da cozinha, eu não sei se foi uma boa decisão me manifestar.

Kris abriu a boca: — Yoongi tá preso, YooWoo, e os cabra vão deitar ele na madeira.

Chupetinha limpou a garganta, lentamente tirando seu olhar de mim. — E por que eu deveria me importar?

— Ele é da nossa família — ela disse. — E porque ele consegue um preço maior pra mim na zona.

— Não, não irei ajudar. — disse simplesmente.

— YooWoo!, eu ainda tenho 5 parcelas do meu iPhone pra pagar! — Kris berrou.

— Tivesse comprado um Samsung — deu de ombros e se levantou. — Se era só isso, podem ir embora.

— Mas YooWoo — Jimin também se levantou. — Precisa ajudar o Yoongi!

— Quer que eu aceite algum pedido seu, Jimin? — o olhou com indignação. — Você nunca namorou!, pensei que eu seria o escolhido. Não esse manco.

— Eu não sou manco, eu estou machucado — me defendi, e me levantei junto a eles.

— Ah, vou ter que me levantar também? — Kris bufou, preguiçosa, e com toda a dificuldade do mundo, se pôs de pé. — Sua decepção amorosa não tem nada a ver com o Yoongi, YooWoo.

— Tem sim! — ele respondeu.

— Não, não tem, pelo amor de Deus — Jimin falou. — Eu nunca te dei chances, WooYoo, eu não sei porque você insiste! Precisa ajudar o Yoongi.

— Não, não preciso — cruzou os braços. — Yoongi podia ter me ajudado a ficar com você, mas nunca ajudou!

— Yoongi é louco mas nem tanto — comentei, e o homem quis partir pra cima de mim, sendo impedido por Jimin e Kris. — Não pode bater em mim, eu sou manco!

— Sumam daqui! — mandou, irritado.

— Chupeta!, o Yoongi vai morrer! — Kris falou. — Só tem espaço pra mais um caixão no nosso túmulo. E é meu. Eu não vou ser enterrada pela prefeitura!

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!