Capitulo 1

7K 457 24

Nanda

1 ano que eu to aqui privada, 1 ano que minha vida virou um inferno, 1 ano refletindo se valeu a pena eu parar aqui por alguém que está lá fora solto curtindo a vida de solteiro.

Conheci o 2n era novinha tinha acabado de fazer 14 aninhos meu irmão ia para os baile e eu dava perdido na minha mãe atravessava lá pro jaca pra curtir baile com Karine.

Era novinha mais sempre tive corpinho todo em cima andava toda arrumadinha os novinho rendia só não passava dos beijos, pq não era bobinha de me perder com qualquer um.

Conheci 2n ele era vapor em um desses bailes nos ficamos só que aconteceu com frequência até que me perdi com ele foi maravilhoso me tratava muito bem só que demos mole e eu fiquei grávida.

Porra ele quis saber não atravessou pra mangueira e assumiu a responda meu irmão ficou maluco queria matar nos dois tem ódio do 2n até hoje minha mãe falou abeça mais não ia me deixar desamparada né.

Fui morar na casa do 2n com minha sogra e minha cunhada sempre me trataram muito bem nunca tive o que reclamar final da minha gravidez ele começou a pintar cmg me deixava em casa e ia pro baile.

Quando Alana nasceu foi um amor era mimada por todos e nada mudou continua até hoje quando ela fez 2 anos 2n já tinha subido de cargo o dinheiro era o dobro e ele queria cada vez mais acabou me envolvendo nesses assuntos dele e tinha alguns corre que eu fazia pra ele.

Meu irmão já odiava ele passou a odiar mais ainda por isso, como a favela aqui tava lombrando muito Alana foi morar com minha mãe mas sempre pegávamos ela, carinho e amor nunca faltou.

Num desses corre que fui fazer pro 2n eu rodei só queria que aquilo fosse um sonho mais era nada fui em cana meu irmão e 2n quase se mataram não se falam por nada por causa disso tudo meu irmão parou de falar comigo também.

2n mandou um advogado bom e bancava minha cadeia mandava sempre a grana descolou um celular pra mim mais foi péssima hora no face de fofoca só dava eu e ele.

Estava pagando de solteiro na favela e eu privada por causa dele tava comendo geral o cachorro, mais tem k.o não é longa mais não é perpétua mandei msg pra ele falei um monte e dei última forma.

Bofe surtou tu ligou? Nem eu! quebrei logo o chip e passei o celular pra frente queria mais saber dele não.

Passei esses 1 ano ali sofrendo longe da minha filha da minha família sofri pra crlh quase entrei em depressão mais papai do céu foi justo me pôs em uma cela com ótimas companheiras viramos amigonas, ali era uma dando suporte a outra.

Falar em amiga a Karine me mostrou ser mais do que amiga uma irmãzona se deixasse ela vinha todas as visitas mais minha mãe revezava com ela as duas me deu muita força e nunca me deixaram faltar nada amo eternamente minhas duas preciosas e lógico que minha segunda família que sempre me deu toda força e vieram me ver a minha sogra e minha cunhada.

{...}

Acordei cedo como de costume pra tomar meu banho de sol já havia lavado o rosto e arrumado o cabelo deitei na minha comarca de novo e fiquei esperando as desipe quando ela veio nos já levantou pra sair mais ela pegou um papel.

Desipe: aí morena liberdade cantou pra você vai ter seu banho de sol lá fora Fernanda Duarte - falou seria e eu ri sem acreditar

Nanda: crlh to nem acreditando pqp- falei rindo e as meninas tudo me abraçou.

Falei com geral maior chororô peguei minhas fotos e as cartas que escrevia e sai fora fui lá assinar as papeladas e meti o pé quando cheguei lá na rua tava minha mãe, minha princesa e minha amiga.

O preço dessa vida (M)Leia esta história GRATUITAMENTE!