Cap 84- Sorvete? Onde?

4.8K 384 44

Luke~
Alguns dias depois...

Se passaram ao certo uma semana e meia depois do aniversario do Jake,Angel esta muito grossa comigo e eu nem sei por que,sempre que estou magoado vou pra casa da minha vizinha a Bruna,é acabou que eu e a marrentinha viramos amigos.

Bruna é muito divertida quando quer,ela costuma me chamar se vizinho e eu chamo ela de vizinha,a Emily aquela amiga da Bruna tambem sempre anda com a gente,as vezes nos 3 ficamos aqui em casa conversando,jogando ou assistindo.

Bom estamos quase entrando em dezembro e eu pensei em pedir a Angel realmente eu namoro,entao eu pensei em pedir ajuda pra Bruna,no início e ela nao quis mas depois de insistir tanto ela topou em me ajudar.

E agora eu estou terminando de colocar minha blusa para ir pra casa dela,eu estou com uma blusa social vermelha (que eu acabei de abotoar o último botão agora), uma calça jeans preta e um sapato social.

Passo meu perfume e pego o buquê de flores e uma caixa de chocolate que comprei,tranquei o apartamento e entrei no elevador,apertei no 0 que era o estacionamento e ele começou a descer,assim que a porta abre eu saio indo em direção ao meu carro,abro ele e entro e pego o celular que vibrava,era a minha mãe me ligando e atendo.

Chamada Iniciada

Mãe- Lukas?

Oi mae,ta tudo bem?-

Mãe- Ta sim,voce ta ocupado?

Eu to indo na Angel por que?-

Mae- Nada é que eu pensei em voce vim aqui,a Louise queria ajuda numa coisa aqui.

Ah sim,na volta mas pra tarde  eu passo ai ok?-

Mãe- Ok,eu aviso ela que voce vem mais tarde,cuidado com a estrada viu beijos.

Tabom tchau mãe.-

Chamada Encerrada

Mandei mensagem pra Bruna falando que iria na Angel e quando chegasse passava no aoe dela,liguei o carro e sai do predio.

My~

Tava eu em casa escutando "Quem ensinou fui eu" da Maiara e Maraisa bem linda e plena,de pijama,descalça mas com o chinelo jogado na sala e cabelo bagunçado.

Eu tava limpando a casa releva ai.

Ate que a campainha toca,reviro os olhos e ignoro, mas a porra nao parava de tocar,vesti o chinelo e abri a porta indo abrir o portao.

A Marrenta No Colegio InternoLeia esta história GRATUITAMENTE!