Capítulo 8 - De volta

16 3 0

Antes de abrir os olhos, Tetsuko sentiu como se seu interior estivesse sendo rasgado.

Se ainda tivesse uma boca, ela teria gritado de dor.

Mas, assim que a sensação ficou insuportável, se fora.

Arfando, ela tentou controlar sua respiração.

Espera... respirar...? Como eu, uma espada, posso respirar...?

Mas, lentamente, ela respirou fundo, enchendo seu pulmão de ar.

Ela sorriu e não conseguiu suprimir sua risada.

Para sua surpresa, escutou uma voz. Sua própria voz.

Aquilo a fez rir ainda mais. O som era nostálgico aos ouvidos.

Pensei que jamais poderia escutar minha voz novamente, pensou, sentindo o ar gelado em suas narinas.

Parece que não faço isso faz tanto tempo...

Após se entediar com aquilo, Tetsuko tentou abrir os olhos.

De novo, para sua surpresa, ela tinha olhos. E eles abriram.

A última visão da qual se lembrava mudou.

O carrinho sumiu, o escuro céu estrelado foi substituído por um teto de madeira escura.

Onde estou...?

Já fui vendida enquanto dormia?

Ela olhou em volta, mas sua cabeça era pesada demais para se virar.

Pesada...? Eu...?

Ela tinha seu tato.

Tetsuko podia sentir algo duro e frio contra a ponta dos dedos, contra suas costas.

Com essa sensação estranha, ela ergueu a mão esquerda e notou que tinha uma mão para erguer.

Ela encarou a mão, sentindo um soco frio no estômago enquanto virava o membro.

Sem qualquer reação, ela abaixou a mão que só tinha dois dedos.

É a mão do meu corpo... este é o meu corpo... meu corpo velho, Tetsuko falou para si mesma, tentando acreditar no que dizia.

Estou de volta ao meu mundo, chegou a essa conclusão.

Assim que sua mente aceitou isso, ela olhou em volta novamente, sem reconhecer o lugar.

Se não sou mais uma espada, onde estou?

É o que eu gostaria de saber, ecoou outra voz.

Se Tetsuko pudesse, ela teria se virado para encontrar a voz, mas ela também não tinha força restando no agora estranho e pesado corpo.

Calma, não precisa entrar em pânico, disse a outra voz novamente.

Então Tetsuko percebeu que não podia escutar a voz com suas orelhas velhas.

A voz vinha de dentro da sua mente.

Quem é você? perguntou Tetsuko.

Meu nome é Lia.

Lia...? Tetsuko não podia esquecer esse nome. Você é a alma par de Fael.

A ferreira sentiu a outra mulher se mexendo dentro dela.

Você conhece ele? Conhece o Fael?

Sim, Tetsuko falou dentro de si, com orgulho. Ele foi meu usuário por um curto período.

Ainda sem ver a outra mulher, ela sabia que Lia estava confusa pelo que dissera.

Re;BladeLeia esta história GRATUITAMENTE!