Capítulo 1

734 53 3

Pov Helena:
   A anos atrás eu fui Eugênia de acredita que rico D'angelo poderia  me amar apesar de nossa diferença de idade e também social eu amei muito e fui tola em acredita que esse sentimento era recíproco mais duas semanas depois de um relacionamento às escondidas pois o mesmo dizia que esperaria um pouco para falar com meu pai pois o mesmo trabalhava pra ele.me lembro como se fosse hoje no dia que fui falar com ele e encontrei colocando suas malas no carro, naquela dia eu estava usado o vestido simples e uma rasteirinha.
(Flash back on)...
  Eu tinha acabado de chegar na Fazenda dos D'angelo logo de primeira avistei rico com uma mulher  alta e linda parecia que tinha saído de uma revista de moda pela suas roupas fiquei até meio sem jeito por estar vestida apenas um vestido simples mais não estava pensado nisso na hora eu precisava falar com rico pois eu achava que era hora de falamos com meu pai .
   Assim que cheguei perto do carro rico me avistou e veio até mim notei que a mulher ao seu lado me deu um olhar de nojo ,mais não me importei.
  "Oque você está fazendo aqui Helena "Me perguntar com raiva e fico um pouco comfusa pois o mesmo nunca falou desse jeito comingo.
  "Eu preciso falar com você "
"E posso saber oque você quer comingo "Me pergunta irônico e fico um pouco corada pelo que vou dizer .
"E que precisamos falar com meu pai "
"E porque eu preciso falar com seu pai eu posso saber porque "me pergunta com um sorriso zombadeiro    e fico sem entender.
"Sobre o nosso relacionamento Rico "
Assim que as palavras sai e da minha boca, ele solta uma gargalhada.
  "Relacionamento, Não existe relacionamento Helena você não achou que eu Rico D'angelo iria se casar com você, ao meu Deus você achou "solta uma gargalhada e a mulher ao seu lado rir junto.
"Eu não iriam me casar com você nem
Que você  fosse a última mulher da terra até porque você não passa de um pobre coitada mal tem oque vestir bastar olhar pra você e pra mim pra verem que jamais  homem como eu ficaria com uma pessoa como você então é melhor você voltar pro lugar de onde veio e aliais eu estou voltado para Itália e espero que você não perturbe meus pais "diz no tom frio meus olhos estão marejados por suas palavras.
"Isso mesmo queridinha vai embora não aguento mais a sua presença não sei como o meu noivo fico com você nem pra isso você serve  "diz com uma explecao enojada assim que ela diz a palavra noivo meu coração congela  .
"Noivo "pergunto trêmula.
"Sim Helena essa e Pâmela minha noiva ,mais isso não importa por agora graças a sua choradeira quase perdemos e vou "diz frio ja fechado o porta malas do carro e entrado.
"Não presisa mais se preucupa com minha presença senhor D'angelo  pois se depender de mim nunca mais  se quer olhara  na minha cara"digo totalmente fria e saiu da li sem olhar pra traz pois pra mim rico estava morto ,mais eu estava muito enganada pois duas semanas  depois eu descubro que estava grávida e pra piorar minha situação meu pai me expulsou de sua casa sem nada nas mãos nem ao menos as poucas roupas que eu tinha ,não tendo outra saída acabei dormido na rodoviária por três dias eu estava cansada e com fome principalmente no estado em que eu me encontrava  felizmente graças a deus uma senhora  me ofereceu ajudar em troca eu ofereci o meu trabalho mais ela não aceitou pois a mesma dizia  que eu parecia muito a filha que ela tinha perdido em acidente de carro ,  como ela estava de mudança para França eu não pensei duas vezes e aceitei logo  sua oferta pois antes de mim precisava pensar no.meu filho ,nove meses depois  Noah  nasceu eu foi uma alegria pra mim e pra dona Célia a senhora que me ajudou que ser tornou uma mãe pra mim e uma avó para noah quando noah completou cinco anos dona Célia veio a falecer foi uma grande tristeza pra mim e para meu filho ,ela era uma mulher muito rica  dona de várias empresas por isso motivo desde o dia em que me mudei pra sua casa ela me ensinou tudo que sabia .E.me deixando tudo era seu de herança.
(Flashback off)
  Hoje já faz quase dois anos que minha querida mãe morreu quando foi por mim eu já estava com lágrimas nos olhos .
"Mamãe por que você estar chorando "
"Não é nada querido"Mamãe so estava pensado na vovó "digo me referindo a dona Célia.
"Agora vamos conhecer a nossa nova casa "digo ao meu filho tentando mudar de assunto.  notado que o táxi está parado.pois hoje eu e meu filho estamos voltando pra Espanha por que iríamos abri outra venicula aqui na Espanha mais irei sempre voltar na França pois la estão minhas melhores lembranças. E claro as outras empresas irei também abrir uma butique de pães vinhos e queijos na centro da cidade, mais isso eu penso depois penso notando o táxi parado em frente de uma Fazenda linda ,

Assim que o táxi vai embora meu filho logo sair correndo na direção da Fazenda e a observo e noto que e  belíssima a casa o mais importante é que eu e meu filho estamos começando uma nova fase em nossas vidas

Ops! Esta imagem não segue as nossas directrizes de conteúdo. Para continuares a publicar, por favor, remova-a ou carrega uma imagem diferente.

Assim que o táxi vai embora meu filho logo sair correndo na direção da Fazenda e a observo e noto que e  belíssima a casa o mais importante é que eu e meu filho estamos começando uma nova fase em nossas vidas .

O caminho de volta para o amor Leia esta história GRATUITAMENTE!