⚠ Sixty-Nine ⚠

14.2K 1.5K 938

Boa Leitura!

“Todo mundo tem um tio que insiste em agir como um adolescente. Pergunte aos seus sobrinhos.”

Jungkook P.O.V's

     Acordei pela madrugada com um pouco de sede, Jimin ainda dormia tranquilamente, meu ômega estava exausto pelas saídas no dia anterior. O deixei bem protegido do frio, já que seu corpo encolheu quando me afastei. Achei fofa a forma que ele se agarrou ao edredom, parecia uma criança. Assim que sai do quarto, Snow me acompanhou miando, com todos os acontecimentos, acabamos nos esquecendo de nosso filho de quatro patas. Obviamente como todo felino interesseiro, o gato queria apenas um pouco de ração, então aproveitei para encher sua vasilha antes de fazer qualquer coisa na cozinha.

     Peguei um copo com água, me encostando na pia de mármore, esperado o bichano terminar de comer para retornarmos ao quarto. A casa inteiramente silenciosa, era estranho como SunHee nasceu tão calma, pelo menos não acordamos momento algum com seu choro. Esse é o maior problema em ter filhos, amei a notícia de ser pai, é claro, mas saber que terei péssimas noites de sono, realmente desanima um pouco. Estava prestes a voltar para o quarto, quando ouço passos no corredor, e em segundos senhor Park chega na cozinha com cara de sono, parecia não dormir direito há dias, me fazendo mandar para longe, a ideia de que minha pequena irmã, seja uma criatura dócil.

     -Sem sono? -O mais velho perguntou, servindo um copo de suco.

     -Não. Desci apenas para pegar um pouco de água, e Snow veio no bonde do interesse. -Meus olhos ainda estavam no felino.

     -Jimin esta bem? -Apenas acenei, imaginando a cena fofa do meu ômega adormecido. -Está assustado, não é?

     -Um pouco. -Suspirei, desta vez encarando o mais velho. -Senhor Park, se permite. Qual foi sua sensação quando descobriu que sua esposa estava grávida?

     -Sendo sincero, foi meio assustador. -Ouvi o mesmo soltar uma risada baixa. -Não sabia se seria um bom pai, ou se conseguiria proteger meus dois amores, mas... -Os olhos do mais velho praticamente brilhavam. -Não sei descrever a reação de quando vi Jiminnie pela primeira vez. Um pacotinho, tão frágil, tão perfeito. O medo se vai quando você segurar seu filho pela primeira vez, garoto. Eu sei que será um ótimo pai.

     -Jungkookie! -Ouvi a voz do meu ômega, antes de ele aparecer na cozinha, esfregando os olhos. Obviamente não ouvido seus passos, já que Jimin estava descalço nome meio do chão frio. -Ah, oi abuji.

     -Amor, não devia andar por aí descalço, o chão está frio. -O peguei no colo, sentando sobre o balcão de mármore.

     -Bom, eu vou indo. Boa noite. -Meu sogro saiu, nos deixando sozinhos ali.

     Me aproximei do mais novo, ficando entre suas pernas, levei ambas as mãos ao seu rosto, erguendo sua cabeça enquanto observa seu rosto sereno, com os olhos inchados por conta do sono, e os lábios levemente avermelhados. Perfeito, senhor Park tem total razão, meu ômega é a coisa mais perfeita que já vi. Então juntei nossos lábios em um beijo calmo, deixando nossas bocas se encaixarem de forma perfeita. Senti seus dedos se fecharem sobre o tecido de minha camisa, e meu corpo ser puxado ainda mais em sua direção. Um gemido escapou pelos lábios do mais novo, quando aprofundei o beijo um pouco mais.

     Foi então que me lembrei do que a médica havia mencionado, no perí NVodo gestacional, meu pequeno ficará sensível com muitas coisas, os hormônios irão virar uma bagunça. Quando nos separei, o mais novo me puxou para um abraço, deixando sua cabeça encostada em meu ombro, enquanto tentava voltar sua respiração. Tão manhoso, aprendi a amar cada segundo de momentos como esse. Conseguia sentir a serenidade em seu peito, a forma que às vezes ele parecia a calmaria em pessoa.

Sweet Poison ⚠ Jikook ABO ⚠Leia esta história GRATUITAMENTE!