CAPÍTULO III

812 26 18


Durante o intervalo da manhã, o pátio do Liceu América ficava lotado de adolescentes usando uniformes branco e azul, além de um vozerio muitas vezes ensurdecedor. Ruan Dias estava sentado em uma cadeira próxima da cantina, junto com Pedro Grandão, Fernando e Ariana, seus colegas de classe. Os adolescentes estavam rodeando uma mesinha redonda, terminando de comer seus lanches enquanto batiam papo.

-Ele não é gay – Ariana insistia em dizer para Fernando, que afirmara que o membro favorito da banda que ela gostava na verdade curtia homens – Ele já teve várias namoradas.

-Isso não quer dizer nada – Retrucou Fernando – Ele pode ter fingido que namorou essas garotas para enganar a mídia. Tá na cara que ele é gay, é só ver o jeito dele.

-Você quer saber mais do que eu que sou fã? Me poupe né. Além disso, você está sendo preconceituoso. Só por quê um cara tem um jeito sensível, não quer dizer que ele seja gay.

-Mas ele é.

-Não é caramba! Que merda.

-Calma Ariana, não precisa ficar irritada – Disse Pedro Grandão – Ele só tá querendo te encher o saco. Mas mudando de assunto... Eu tô achando o Ruan muito quieto hoje.

-É verdade – A garota concordou - O quê houve Ruan?

Ruan nem estava prestando atenção na conversa. Ele estava distraído, observando o que estava acontecendo a alguns metros dali: Felipe Barbosa estava sentado em outra mesa, conversando intimamente com Mariana. A garota estava sussurrando alguma coisa no ouvido de Felipe que o fez rir bastante. Ruan tentou ao máximo controlar o seu ódio.

-Planeta terra chamando. Ei, Ruan, tá ouvindo?

-Hã? O quê foi?

-Caramba, em que mundo você vive?

-Me desculpe, eu tava distraído...

Por um momento os olhares de Ruan e Felipe se encontraram. Felipe deu um sorrisinho simpático para o melhor amigo, e Ruan foi obrigado a retribuir, da maneira mais falsa possível. Logo a atenção de Felipe voltou exclusivamente para Mariana.

-Mas afinal, o Felipe está namorando ou não a Mari? – Ariana perguntou de repente – A gente vê os dois juntos direto, mas até agora ele não disse nada.

-Eu acho que ele só tá comendo ela – Pedro Grandão comentou.

-Pedro! – Ariana deu um tapa no braço do amigo – Não diga essas coisas, que horror.

-Desculpa, não precisa me bater. Ah, sei lá, por que você não pergunta pra ele? Ao que parece eles estão só ficando.

-O Ruan deveria saber, ele não é o melhor amigo do Felipe? – Perguntou Fernando.

Os três amigos olharam para Ruan e ele respondeu:

-Ele tá ficando com ela sim... Não sei se é algo sério. Mas também não me interessa.

Nos últimos dias, Ruan e Felipe não tinham se falado com frequência. Agora Felipe só queria saber de Mariana, seja durante o intervalo ou depois da escola. E Ruan detestava quando Felipe ficava falando sobre a garota durante suas conversas. Ele parecia um idiota apaixonado, e isso deixava Ruan muito enjoado.

Perto do fim do intervalo, Mariana se despediu de Felipe e foi andar com um grupo de amigas. Foi nesse momento que o garoto foi se sentar com Ruan e os outros três, sem tirar o sorriso do rosto. Naquele dia Felipe estava usando um calça jeans azul-escura, um tênis preto esportivo e não estava de boné.

Contos (Gays) Na AdolescênciaRead this story for FREE!