23 de Julho - Emagrecendo

8 2 0

"23 de Julho de 2017

Estou emagrecendo. Lenta, mas inexoravelmente. Bem, acho que é uma resposta natural a minha atual condição. Além de racionar a comida, não sou nem de perto um cozinheiro tão bom quanto a minha mãe. Não sei preparar metade dos ingredientes a minha disposição. E agora sem água, terei de economizar ainda mais.

Após minha pequena expedição de ontem, percebi que caso eu queira me manter vivo, precisarei entrar em forma. Essas coisas, além de serem rápidas, são incansáveis. Que chance alguém sedentário teria caso precisasse fugir? Por isso comecei a fazer uma série de exercícios cardiovasculares e aeróbicos. Arranquei uma das cordas do varal e pulei durante uns quinze minutos. Também fiz algumas flexões e abdominais. Preciso manter meu corpo ativo, preparado para qualquer necessidade.

Não vi mais as pessoas da casa da frente. Ontem gastei a maior parte da tarde sentado no segundo andar, observando o lugar, à espera de que alguém saísse. Pensei que, passado o primeiro momento de tensão, poderia conversar com eles. No entanto, não houve qualquer movimento. Não sei se continuo a observar ou arrisco outra visita. A última coisa que eu quero é arranjar inimizade com eles.

Ontem também quase cometi uma asneira colossal. Depois de pular o muro de volta, esqueci que tinha batido o portão, mas não trancado-o por dentro. Foi só na madrugada, durante aqueles pensamentos vagos antes do adormecer, que lembrei disso. Com gotas de suor cobrindo a testa, desci a escada de três em três degraus, abri a porta, corri até o portão e, lentamente, fechei o ferrolho. Pelo menos as duas criaturas que haviam me perseguido foram, logo em seguida a meu passeio, atraídas por um gato, na casa ao lado. Não fosse isso, eu estaria fodido. Posso ouvir seus gemidos e rosnados do lado de fora, mas não chega a ser insuportável.

Infelizmente, a chuva não veio. Coloquei os baldes na rua, mas hoje o céu amanheceu límpido, com o sol tentando prevalecer sobre o frio, sem sucesso. Cedo ou tarde, terei que resolver iss... Eles abriram a porta!

Do outro lado da rua, acabo de ver a garota abrindo a porta! Vou descer e tentar falar com ela."

Diário dos Mortos-VivosWhere stories live. Discover now