O que?

1.7K 281 16

Oi uvinhas, tudo bem com vocês?

Um esclarecimento antes do capitulo..

O livro terá narração mista e modo aleatório.

Não tenho dia certo para postar, mais terá um capítulo novo por semana.

Não esqueçam de votar e de comentar..

Boa leitura..

Revisão Leve..












Aretha*

Quando ele me abordou na dispensa do café onde trabalho, meu coração veio na garganta, passei o resto da manhã pensando e fórmulando uma maneira de  pagar o prejuízo que fiz no carro dele.

E para piorar a situação ele ameaçou me processar..

Por que faço tudo de cabeça quente?

E quando acho que meu dia resolveu melhorar, que no caminho de casa encontro Carlos, o cara mais gato que conheço, que a meses tento uma aproximação e surge do nada o diabo do homem do carro.

O vida cruel!!

E para coroar tudo, fiquei com cara de paisagem para as abobrinhas que o tal estava dizendo.

Mais que saco.

Ele deu a entender que tínhamos algo..

E realmente temos...

Dívidas...

Da minha parte para ser mais específica.

Quando estou implorando vergonhosamente para que ele parcele a divida, que tenho certeza que esta exorbitante e que vou ter que provavelmente vender um rim para pagar,  ele faz sua cara de "Eu sou foda" e que você se foda!

Odeio esse sujeito.

É um fato!

Agora chegou uma senhora..

Muito elegante, devo dizer e a cara que ele faz é impagável.

–Oi Mãe!?

Hum, é a mãe dele...

Olhando bem, se parecem, tem os mesmos olhos..

–Noah, não vai me apresentar sua amiga?

Ela pergunta de novo e vejo seu maxilar travar.

–Mãe, essa é Aretha..

Ele diz a contra gosto, os olhos da senhora se focam em mim.

–Ola querida, me chamo Marieta, sou a mãe dele como já percebeu.

Ela se aproxima e estende a mão, a pego e sorrio constrangida.

–É uma grande prazer conhece-la.

–Ora o prazer é meu...

Solta minha mão e volta para perto de seu filho.

–Filho, vamos voltar ao restaurante, Aretha... Esta convidada a vir também..

Pisco e arregalo os olhos e nego com a cabeça.

–Não... É... Obrigada, mais não quero incomodar ....

Ela ergue a mão me cortando.

–Não incomoda em nada, vamos, minha nora esta....

Ela para de falar e me mede dos pés a cabeça, fico sem jeito e aperto o casaco em meu corpo.

Claro que ela ia perceber que não sou do mesmo nível que ela.

Só de olhar para eles se vê que são ricos e bom.... Eu mal ganho para me sustentar.

–Tive uma grande ideia..

Ela diz sorrindo e bate palmnhas como se tivesse descoberto algo, olho para o homem do carro, que agora descobri se chamar Noah,  a seu lado mudo, sem reação.

–Ela sera perfeita Noah..

–Perfeita para que?

Ele finalmente fala e pergunta meio exasperado.

–Sobre o que estávamos falando no almoço Noah... Você estava ouvindo pelo menos?

Ela pergunta meio indiguinada e ele coça nuca sem jeito.

E para acabar comigo ele ficou ainda mais bonito...

Merda... Não vá por esse caminho Aretha..

Me chingo mentalmente.

–Mais ou menos, pode refrescar minha memoria?

Ela solta um suspiro alto.

–Tipico....

Ela diz e se volta para mim.

–Meu filho vai se casar..

Ela diz e olho para Noah..

Ele vai casar?

Ele me olha com desdém e da de ombros desviando os olhos.

–Ele não querida, meu caçula Levi, irmão dele e a amiga da noiva que seria a dama caiu esquiando e quebrou a perna e estamos falando sobre isso no almoço..

Assinto não entendendo onde ela quer chegar...

–Oh, que.... Tragédia..

Murmuro sem saber o que dizer...

–Pois é, mais tive uma ideia e é a solução perfeita é você?

O que?

Como assim?

–Eu?

Questiono confusa..

–Ela?

A voz de Noah soa atrás dela.

Não o olho, mantenho os olhos na senhora.

–Sim , você sera a nossa nova dama....

Oh merda...










Volto logo...

Não esquece de votar e de comentar...

Beijos de uva..

Yasmin  Godoy.


A Garota do café Onde as histórias ganham vida. Descobre agora