Capítulo 101

235K 13.1K 14.1K
                                                  

Não esqueçam de deixar o seu votinho 🌟🌟🌟

Quase 6000 palavras 💖

Espero que gostem

🌻

Por Brandon

Checo mais uma vez o bolso da minha calça e sinto a caixinha com o anel, depois desço para a cozinha e a encontro preparando o nosso café da manhã. Ela cantarola baixinho uma música e me encosto na porta enquanto a observo distraída.

Ela está usando novamente uma de minhas camisas, que acabaram se tornando seus pijamas favoritos. Sorrio quando ela começa a se balançar no ritmo da música, até que ela se vira em minha direção e se assusta.

- Amor, não faz isso.- ela ri e finalmente me aproximo dela- Com fome?- assinto e ela beija meus lábios levemente- Vamos comer então.- ela segura em minha mão e vamos em direção ao balcão.

Nos sentamos do lado um do outro e começamos a tomar nosso café.

- Isso é uma injustiça.- ela suspira desolada e olho para ela- Estamos em uma praia, mas nem podemos aproveitar, já que está muito frio.- sorrio fraco.

- Poderia ser pior...- ela me olha- Poderia estar nevando.- ela assente.

- Nossa, realmente.- ela derrama um pouco de café na camisa- Mas que drog4!- sorrio.

Terminamos de tomar café e ela sai da cozinha dizendo que vai colocar uma roupa quente, a espero sentado no sofá e acabo me lembrando de nós dois nele na noite passada. 

Depois volto a me lembrar da nossa discussão ridícula e me recrimino por quase colocar tudo a perder por um ciúmes sem fundamento. O que eles tiveram foi a tanto tempo e foi algo só de uma noite, não tenho motivos para brigar.

Ainda mais que o errado desde o início sempre fui eu, eu que estraguei tudo a deixando por outra, eu que fiquei meses com outra até perceber que aquilo tudo não valia a pena. 

Estamos juntos a cinco meses, não tem o porquê de me sentir inseguro, ela nunca mostrou nada que me fizesse sentir assim. Ela confia tanto em mim, não me cobra e nem me julga pelo passado conturbado da nossa "não" relação, ela acredita no meu amor ao ponto de não cair mais nos joguinhos egoístas de Bianca.

Então, eu devo fazer o mesmo, ela confia em mim, tenho que parar de ser inseguro e confiar nela. Como eu quero casar com ela se nem tento confiar cegamente nela? Preciso deixar esse ciúmes bobo de lado, se não ela acabará desistindo de nós.

- Pronto, vamos?- ela aparece me tirando dos meus devaneios.

Olho para ela que sorri dando uma voltinha, ela realmente está bem agasalhada, ela usa calça, suéter, cachecol, luvas e toca. Londres tinha que ser tão fria assim?

- Vamos.- me levanto já vestindo meu casaco e estendo a mão para ela que prende a sua a minha.

Saímos do chalé e andamos um pouco pela praia, ela observa o mar por alguns instantes e se vira para mim.

- Precisamos viajar um dia para um lugar quente, aí poderei usar biquíni.- sorrio.

- Ta aí, uma ótima visão.- a imagino de biquíni e ela ri.

- Safado.- ela diz rindo e a trago para meus braços.

Nos beijamos no meio da praia como o dia do nosso primeiro beijo, me lembro de quão nervosa ela estava por ter que me beijar e acabou que no final ela se entregou tanto quanto eu. Nos afastamos e sorrio apaixonado.

Amores Londrinos (1) - A Garota Do Quarto Ao Lado (Concluído)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora