Capítulo 1

60.1K 6.5K 1.5K
                                                  

6 anos depois.

Olivia Collins.

Completamente ferrada.

A luz cortante da sala é um lembrete potente para minha dor de cabeça, o enorme espelho em minha frente completa o ambiente frio e branco. Algum idiota está atrás dessa parede espelhada observando minhas reações.

Fodam-se. Eu sei o que estão fazendo.

Brinco com minhas mãos algemadas a mesa, faz mais de uma hora que estou nessa sala. Uma maldita sala de interrogatório, tratada como uma criminosa. A vontade que tenho é de socar o maldito filho da puta que me algemou, mas devido a minha situação criar conflito não melhora meu estado.

O som da porta sendo aberta chama minha atenção. Permaneço em silêncio quando diretor Ocklefer senta-se em minha frente com sua postura impecável. Seus olhos escuros buscam uma reação em mim. Para um homem na faixa dos sessenta ele continua intimidante.

Não para mim.

—Você invadiu a sala de arquivos, derrubou um segurança e quebrou o braço de um agente. Nega estas acusações?

—Não quebrei o braço dele, no máximo um deslocamento no ombro em legítima defesa.—respondo calmamente.

Diretor Ocklefer suspira.

—Você invadiu uma área restrita sem autorização Collins, por quê? Aviso que mentir só irá piorar sua situação.

Meus batimentos se agitam. Quando planejei entrar na sala de arquivos do FBI tinha tudo planejado. A troca de segurança no horário certo, pontos cegos da câmera, teria exatos quatro minutos para encontrar às informações que procurava e sair.
Tudo daria certo, até um agente entrar para me prender por invasão.

Alguém fodidamente me denunciou.

—Queria respostas.—falo observando seus olhos escuros—Procurava o arquivo da última missão do meu irmão.

Reconhecimento passou pelo rosto de Ocklefer. Ele conheceu Adam, foi seu supervisor.

—Seu irmão foi vítima de um ataque de rebeldes no oriente médio, a equipe foi morta por tiros, você já têm suas respostas Olivia.

Bato às algemas na mesa de metal com força.

—Quer que acredite que meu irmão, um soldado treinado foi pego de surpresa por bando de garotos com armas? Adam era o líder e o melhor,  estava trabalhando com o FBI, ele não morreu por rebeldes, eu sinto isso!—grito.

Adam Collins era meu irmão mais velho, minha pessoa favorita no mundo todo e um ex agente do FBI antes de entrar para os fuzileiros. Não é possível que sua morte e de sua equipe tenha sido causada por idiotas com armas.

—Quer que invente uma história bonita para morte do seu irmão? Sentiria-se melhor com uma grande história onde seu irmão mais velho foi um herói e morreu salvando criancinhas?—brada irritado—A vida real não é um filme bonito Collins, todos nós perdemos alguém naquele dia e está na sua vez de superar a perda. Adam foi o meu melhor agente e sinto sua falta, mas entrar em problemas não é uma boa forma de honrar a memória dele.

RevancheOnde as histórias ganham vida. Descobre agora