5.9 || INSTAGRAM

923 37 0

Emy e Manu me levaram pra almoçar hoje, e estão agindo feito malucas, faz horas que não me deixam sair do restaurante.

-Estamos aqui a tanto tempo, me levem pra casa!- pedi e bufei.

-O clima aqui está tão bom!- Manu disse parecendo nervosa e Emilly não saia do celular, o que estava me irritando mais ainda.

-OK CHEGA!- falei alto e me levantei, qual das duas mocinhas vai me dizer o que está acontecendo?

As duas se entreolharam, Emy olhou mais uma vez o celular e suspirou aliviada.

-Quer saber? Chega de esquisitices, vamos pra sua casa ver um filme como amigas normais fazem!- Emy sorriu e as duas garotas dispararam até o carro.

Algo realmente não está certo!

As segui e entrei no carro, o nervosismo daquelas duas estava me contagiando...
Chegamos no prédio onde moro e desci rápido como nunca antes daquele carro.
Subimos o elevador em total silêncio, agora as duas davam risadinhas estranhas e eu continuo não entendendo nada!

Assim que entrei em meu apartamento e abri a porta levei um susto.

Tudo estava escuro exceto por luzes de muitas velas, no chão pétalas de rosas formando uma trilha, sorri e olhei para as meninas.

-Vai que esse momento é seu amiga!- Manu disse e Emy sorria feito boba, toda emocionada.

Comecei a seguir a trilha e as garotas se foram fechando a porta. Tudo aquilo era tão lindo, pude notar também uma música de fundo e sorri ao notar que tocava Perfect, uma das minhas músicas favoritas.
A trilha terminava em meu quarto, onde havia uma cartinha na porta trancada.
Eu à li.

Sweetheart, você tem sido a pessoa mais essencial pra mim nesses últimos meses, eu não sei o que seria de mim sem você minha garota, você é tudo que eu sempre sonhei, pode parecer maluquice, mas é você a garota com quem eu quero compartilhar o resto da minha vida, e se quiser fazer parte dela abra a porta e entre, eu prometo te fazer a garota mais feliz do mundo!

Eu já chorava horrores com isso e então abri a porta, encontrando Justin com um lindo buquê de rosas e sorrindo para mim.
Ele me entregou as rosas e então se ajoelhou pegando uma caixinha em seu bolso.

-Angel, meu amor, você aceita namorar comigo?- ele sorria.

Senti um sorriso de rasgar as bochechas se abrir em meu rosto.

-É claro que sim Jus!- eu disse em meio ao choro.

Ele colocou a aliança em meu dedo e no seu, meu abraçou forte me girando enquanto eu ria de tanta felicidade que sentia, ele me beijou como nunca, era tudo diferente.

-Eu amo você Angel!- ele pousou sua testa na minha.

-Eu amo você Bieber!- eu sorri e o beijei mais uma vez.

INSTAGRAM - JBLeia esta história GRATUITAMENTE!