Abril IV

103 18 12

Enviado em: sábado, 27 de abril (11:03)

De: sandy.wolliner@freetalk.us

Para: daniel.henri.chagas@mail.com.br

Assunto: Heart of nowhere

Faz quase três semanas que você não me responde. Eu tenho a impressão de que estamos andando em círculos desde o ano passado, mas não consigo sair dele se você não nos puxar pra fora. Então vamos a mais um e-mail que talvez você ignore, mas que desejo muitíssimo que alcance aquela parte consciente da sua cabeça.

Daniel, você tem noção do quanto já é forte? E que não precisa ficar se pondo à prova o tempo todo?

Eu passei praticamente onze meses do seu lado. Fui na sua casa. Entrei na sua vida e no fim das contas era eu quem não estava aguentando mais. Tanto que uma das primeiras coisas que fiz quando voltei pra casa, pros Estados Unidos, foi me livrar da parte que me angustiava — e que é a mesma que te sufoca todos os dias, que te impede de encarar a vida e sorrir sem preocupação. É a mesma parte que te segura pra baixo, que te faz questionar e ponderar todas as suas atitudes.

Quando estávamos só nós três, eu, você e o Renan, ou mesmo só nós dois, não era diferente? Não era bom? Bom ao ponto de você ter me dito que foram os melhores momentos, que você não pensava no resto? Não pensava no "faz de conta" dos aplicativos? Que você diminuiu as saídas com o tal do Otávio, que você se sentia livre disso tudo? De todas as amarras?

Não, você não tem que dar conta de tudo por conta própria. Não tem que ser capaz de tudo sozinho, não tem que ser auto-suficiente. Sabia que é ok pedir ajuda? Sabia que nós, como seres humanos, não somos perfeitos?

E sabia que quanto mais longe você acha que nós estamos, mais longe ficaremos?

Eu não quero ficar longe de você. Não acho que é isso que você queira também (é?). Então não faça isso com a gente. Não faça isso com você mesmo.

Você, mais do que ninguém, sabe que nossas atitudes afetam as pessoas ao nosso redor, né?

Eu tenho conversado quase que diariamente com o Renan. Pergunto de você, ele fica perdido porque não sabe como responder. Eu fico perdido porque não sei o que está acontecendo e não sei como ajudar nenhum dos dois.

De novo: não faça isso com a gente, Dani. Com nós três.

Renan está preocupado com você. E ele não vai sossegar enquanto vocês não conversarem direito, enquanto você não abrir um pouquinho dessa muralha, que você criou com o seu medo, e deixar ele entrar. Eu sei que ela já está rachada, sei que você já deixou que ele se aproximasse o suficiente para te enxergar de verdade, mas não adianta tentar afastá-lo depois de ele saber o que sabe, depois de ver o que viu. Depois de estar lá quando precisou. Sei que você não pode ser dar esse luxo porque precisa dele, precisa que ele continue estando lá.

Por outro lado, já considerou a hipótese que talvez o próprio Renan não queira se afastar de você? Porque deixa eu responder: ele não quer. Pelo contrário.

Não vou deixar de te escrever. Não vou deixar de me preocupar. Não vou deixar você se levantar sozinho porque eu quero te ajudar, tá bom? Você já foi forte sozinho por tempo demais. Eu quero, nós queremos fazer parte do que vier.

Agora para de se esconder atrás dessas abas de filme pornô e dos aplicativos do seu celular e vai ser livre.

Com amor,

Sander Wolliner.

Ps.: Sei que você não é um cara muito "musical", mas anexei uma música que "falaria" muito com a gente agora, sabe? Lê aí.

You wanna live, you wanna try

You hear the whisper of the world outside

So take a chance and leave tonight

(...)

If I don't belong by you

I don't belong anywhere

You know I'd follow you

To the heart of nowhere

God fearing and the godless, cowards and the faithless

And I would stand by you


***

Você quer viver, você quer tentar

Você escutou o sussurro do mundo lá fora

então aproveite e vá embora hoje a noite

(...)

Se eu não pertenço ao seu lado

Eu não pertenço a lugar algum

Você sabe que eu o seguiria

Até o coração do fim do mundo

O que teme a Deus e os ímpios, os covardes e os infiéis

E eu ficaria ao seu lado.

****************************************************************************************

Sintam-se abraçados, leitores <3



ps.: pra quem usa o Sweek, me acompanhem por lá (é jardimsecreto meu user também). Tem dois contos inéditos e participantes do concurso Orgulho de Ser! Leiam, votem e recomendem se gostarem :)

Vou deixar os links nos comentários.

Aprendendo a Gostar de Você {Aprendendo III}Onde as histórias ganham vida. Descobre agora