Capítulo 3 APAIXONADO E DESMASCARADO

1.6K 67 7
                                                  

Olá! Mais um pouquinho de degustação do meu livro que estará até o final do mês na Amazon e no final do ano impresso pela editora Literata.

Beijos

JFB Bauer

Capítulo 3

 

APAIXONADO E DESMASCARADO

Apesar do olhar de censura que a mãe lhe dava, Richard não conseguia esconder seu divertimento quanto às palavras do pai. A situação por si só era cômica na sua opinião.

- Por favor, o que é isso aqui que eles insistem em chamar de comida? Isso parece uma lavagem. Eu me nego a comer isso, doçura! - Liam Walker disse a esposa fazendo careta para a refeição servida.

O Senador estava no hospital onde seu pai estava internado. Após a ligação da irmã, ele se despedira de Emma pedindo mil desculpas e em seguida voou para casa.  Literalmente.

O caso do seu pai, não era grave afinal, ele tivera um principio de infarto sem sequelas aparentes, mas que deixou os familiares extremamente preocupados.  Liam estava há dois dias internado e sairia pela manhã se tudo continuasse como estava porque os médicos não o queriam muito tempo no hospital. Os funcionários e enfermeiros principalmente, Liam implicava com tudo e com todos e às vezes chegava até ser engraçado.

- Você não tem muita escolha querido,– Dominique Walker passava os dedos pelos cabelos do marido - tem que comer algo, ficar forte para sair daqui amanhã de manhã.

- Se eu comer isso, eu vou ter outro ataque cardíaco!  Richard, por favor, fale com a sua mãe. – O pai lhe colocou na conversa.

   O Senador conteve o riso e não chegou a dizer nada, sua irmã se adiantou.

- Pai, você tem que se alimentar.

- Tudo bem! Peça para me trazerem um bom filé ao molho madeira e um bom vinho tinto, de preferência do porto, com certeza vou ficar como um touro.

    Richard não conseguiu esconder a sua diversão desta vez e riu. Sua mãe bufou e neste momento a enfermeira, uma senhora simpática, que era a encarregada do atendimento ao advogado entrou.

- Fazendo doce para comer novamente Senhor Walker? – brincou.

- Olha aqui, belezinha, eu não vou comer essa lavagem – Liam disse convicto e emburrado.

   Richard gargalhou vendo a expressão no rosto da enfermeira quando o pai a chamou de belezinha.

- Liam! – Dominique interveio. - Desculpe-me, Senhora. Sabe que quando os homens ficam doentes, ficam iguais a crianças.

A enfermeira sorriu.

- Tudo bem Senhora Walker, o seu esposo é muito espirituoso e eu me diverti muito nesses dias que ele passou aqui.

A enfermeira, após verificar o soro, se retirou.

- Eu tenho cara de palhaço agora, para ficar entretendo as pessoas?! – Liam perguntou emburrado.

Os filhos riram  ao perceber que mesmo doente o pai continuava o mesmo. Pouco depois, o médico responsável pelo paciente, entrou no quarto. Dr. Gonzáles já era o médico da família há alguns anos e conhecia todos os membros da família que se encontravam naquele quarto privativo.

- Como vai, Liam? – perguntou simpático.

- Não vou! Não está vendo que eu estou de cama – Liam respondeu rude.

Quando Um Homem Ama Uma Mulher - JFB BAUEROnde as histórias ganham vida. Descobre agora