Precisa de ajuda?

871 64 3

~Jughead Jones

      Fiquei com a Betty pelo resto do dia, não queria deixar ela sozinha de novo, então eu dormi mais uma vez com ela. No próximo dia iríamos para a escola, Betty não poderia ficar nem mais um segundo trancada naquele quarto.
Acordo com o celular da Betty despertando, ela ainda estava dormindo, eu desligo o despertador e deixo Betty dormir mais alguns minutinhos. Pego uma roupa de dentro do seu guarda-roupa que eu acho que ela usaria para ir para a escola.
Depois me sento ao lado dela para acorda-la. Dou um beijo em sua bochecha.
- Betty? Acorde.- Falei baixo tentando acordar ela.
Ela resmungou e depois foi abrindo os olhos lentamente.
- Tem que ir para a escola.- Afirmo com um sorriso de lado.
- Aaaaah...- Betty fechou os olhos e me puxou para me dar um beijo.- Estou indo.- Ela abriu os olhos e deu um sorriso sem descolar os lábios.
- Separei uma roupa para você.- Falo ajudando ela a levantar.
Betty olha para a roupa no canto canto da cama.
- Obrigada.- Ela pega a roupa e da um sorriso para mim.
- Te espero lá fora.- Falo indo em direção a porta, e depois saio fechando a porta e me encostando na mesma.
Depois de mais ou menos cinco minutos, Betty sai do quarto, com a roupa que eu separei e com o rabo de cavalo clássico dela.
- Até que eu sou bom em escolher roupas.- Olho ela de baixo a cima dando risada.
- É, não ficou tão ruim assim.- Ela olha para o corpo e depois da uma risada.

Nós descemos, eu respeitei Betty por não conseguir comer de manhã, então fomos diretamente para a escola. Nas primeiras aulas, fiquei preocupado em como Betty iria reagir depois de não ter vindo por uma semana.
Veronica e Archie ainda insistiam em saber o que era esse corte no meu rosto, e como sempre eu respondia que não tinha acontecido nada.

~Elizabeth Cooper

Depois das primeiras aulas, Jughead, Veronica, Archie e eu, estávamos sentados em uma mesa no intervalo. Veronica e Archie me olhavam arqueando uma sobrancelha, como se estivesse alguma coisa de errada com o meu rosto.
- O que foi?- Finalmente pergunto levantando as duas sobrancelhas.
- Nada.- Veronica continuou a cutucar a salada.
Olho para Jughead e depois volto a olhar para a Veronica.
- Engraçado.- Escuto a voz de Kevin vindo por trás de mim, depois ele se senta ao meu lado.
- O que?- Pergunto arqueando uma sobrancelha.
- Ontem eu fui visitar o meu avô em um hospital psiquiátrico, tinha uma menina parecida com você.- Kevin da um sorriso.
Meus olhos começaram a encher de lágrimas, sinto a mão de Jughead encostando em meu ombro, tentando me acalmar.
- Aonde é?- Pergunto tentando segurar o choro.
- No centro da cidade, não é muito longe.- Ele respondeu, olhando para mim com um olhar estranho.
Não consegui segurar o choro, uma lágrima caiu lentamente. Eu saí correndo para o banheiro, um lugar que ninguém iria ver eu chorar, a não ser quem não estivesse no refeitório.
Uma falta de ar grande, tomou o meu corpo quando eu cheguei ao banheiro. Me sentei no chão respirando fundo, as lágrimas ainda escorriam pelo meu rosto.
Ouço uma descarga no banheiro ao lado, quando olho para cima vejo que era a Cheryl.
- Está tudo bem?- Ela perguntou se aproximando de mim.- Elizabeth, né?
- É...- Passo as mãos por baixo dos meus olhos, limpando as lágrimas.- Está tudo bem.
- Quer que eu chame alguém?
- Não, não precisa, obrigada.- Me levantei respirando fundo.
Fui em direção a pia na minha frente, lavei meu rosto e depois enxuguei com o papel toalha. Cheryl ainda estava lá no banheiro me olhando.
- O que aconteceu?- Ela pergunta cruzando os braços.
- Não foi nada, Cheryl.- Respondo me virando para ela e encostando meu quadril na pia.
- Se tivesse sido nada, você não estaria chorando no chão do banheiro.- Ela fala revirando os olhos e depois voltando a olhar para mim.
- Está bem.- Chego perto da Cheryl.- Meus pais internaram a minha irmã em um hospital psiquiátrico.
      Cheryl ficou sem palavras, respirou fundo e colocou uma mão no meu ombro.
- Sinto muito, Betty. Espero que você possa ver ela de novo.
      Cheryl estava estranha, sendo boazinha e se preocupando com alguém além dela, era a primeira vez que eu via isso.
- Obrigada.- Dou um sorriso sem descolar os lábios.
      Depois eu passo pela a porta do banheiro e sinto alguém pegando o meu braço. Era o Jughead, estava com um sorriso de lado, eu apenas espero que ele não tenha escutado nada da conversa minha e da Cheryl.
- Ei...- Ele me puxou, me abraçando com força, eu retribuo o abraço.- Pensou a mesma coisa que eu, quando o Kevin disse onde era?- Questionou sorrindo.
- Talvez.- Me afasto de Jughead e fico olhando para ele.
      Ele passa os dedos pelo meu cabelo e deu um sorriso sem descolar os lábios.
- Quer ir lá depois da escola?- Ele nem precisava perguntar, óbvio que ele já sabia a resposta.

Cheryl querendo ajudar a Betty? Ãn? Kkkkkkkk
Também percebemos no final desse capítulo, que Jughead é muito fofinho, e se importa muito com a Betty e quer ajudá-la com tudo kkkkk
Espero que tenham gostadooo
Beijinhos

ᴜᴍᴀ ʜɪsᴛᴏʀɪᴀ ᴅᴇ ᴀᴍᴏʀ ➢ ʙᴜɢʜᴇᴀᴅLeia esta história GRATUITAMENTE!