chapter 28

3.2K 208 32
                                    

Pov narrador

Dinah terminou de escolher o que ambas iriam comer e fez os pedidos ao garçom. Lauren pediu um vinho tinto para as duas beberem enquanto o chefe preparava seus pratos.

Enquanto tomavam seu vinho, as duas conversavam e trocavam carícias. Lauren não poderia estar mais feliz, Dinah não estava muito diferente. Mas para Lauren era como ter ganhado na loteria, ou ter um dos seus maiores desejos se tornando realidade.

A professora sempre foi seu sonho de consumo. Não como um objeto, mas sim como sua maior realização. Não era segredo para nenhum dos seus amigos que a morena sempre teve uma grande queda pela professora de literatura, desde que a mesma começou a dar aula na sua escola. Até mesmo Justin e Brad que eram dois idiotas, tinham sacado. E respeitavam a amiga. Mas Lauren evitava falar coisas relacionadas a  loira perto dos dois, eles eram ótimos amigos, mas tinha vezes que ultrapassavam de todos os limites.

-Como foi seu dia, amor?- Lauren perguntou acariciando o joelho nu da namorada.

-Ah, foi um pouco tedioso, sabe. Corrigi algumas atividades que uns alunos me entregaram atrasadas, fiz meu plano de aula para amanhã e depois assisti uns filmes com a Mani.- tagarelava sem se importar se estava falando rápido demais ou não.- E como foi o seu, Lo?

-Não foi tão legal quanto o seu, sabe?- disse divertida.- Apenas comi, dormi e joguei vídeo game. A mesma coisa chata de sempre.

-Mas agora você está aqui comigo!- sorriu travessa e deixou um longo selinho nos lábios da morena.

-E pretendo ficar do seu lado por bastante tempo! Você é o amor da minha vida, Dinah!- sussurrou com a boca próxima da loira.

-Eu te amo muito sabia!- contornou a nuca da menor e a puxou para um beijo apaixonado. Sem pressa e com delicadeza, Lauren puxou o lábio inferior da loira entre oss dentes e finalizou o beijo.- As pessoas estão nos encarando.- disse baixinho.

-Eu não me importo. São um bando de hipócritas!

-Que não tem o que fazer.- Dinah completou.

-Amor?- Lauren chamou atenção da namorada, retirando uma caixinha vermelha do bolso da sua calça. Dinah sorriu abertamente pois imaginava o que tinha dentro da caixa.- Eu sei que eu já te fiz esse pedido, que você aceitou e que já estamos namorando, mas eu queria oficializar esse momento das nossas vidas com um anel do compromisso. Pode parecer bobeira para alguns ou até mesmo clichê, mas um pouco de clichê não faz mal a ninguém, ne?- apertou singelamente a mão da loira que estava coberta pela sua. Dinah sorriu com os olhos banhados de lagrimas.- Dinah, eu gosto de tantas coisas em você. Uma delas principalmente é o seu jeito de ser. Sua alma transborda uma paz que eu não fazia ideia que pudesse existir até conhecer você; a minha professora sexy de literatura.- mordeu o lábioin ferior por conta da emoção.- Eu poderia passar um dia inteiro listando o tanto de coisas que eu admiro e que tanto amo em você. Como o fato de ter dado uma chance para mim, para nós. Mas não seria o suficiente. Eu sempre sonhei em poder te chamar de minha e agora esse sonho se tornou realidade. Eu sou a pessoa mais feliz de todo o universo. Obrigada por ser o meu amor!- Lauren abriu a caixinha e retirou a aliança de lá, deslizando pelo dedo magro da loira.

-Lauren, você não faz ideia do quanto eu te amo, mí amor!- Dinah repetiu o mesmo processo com a outra aliança prata.- nunca ninguém foi capaz de me fazer se sentir assim, com a sensação de ter bilhões de borboletas no estômago ou o poder de me deixar sem palavras e me tirar da realidade, como você faz. E eu acho esse fato incrível. Agradeço a Deus por todas as pessoas que passaram na minha vida e por eu não ter dado certo com nenhuma delas. Pois agora eu tenho você e não vou deixar escapar.

-Mas eu não quero escapar, amor! Eu vou ficar aqui para sempre!

-Eu te amo, Lauren!

-Eu te amo mais, Dinah jane!

-Com licença senhoritas, o pedido de vocês. E tem um biscoito da sorte por conta da casa.- o garçom disse colocando a bandeija encima da mesa.

-Obrigada!- Lauren agradeceu.- Você pode trazer outro vinho desse?

-É claro! Com licença, eu já volto!

Lauren assentiu e observou o senhor se afastar. Dinah como estava morrendo de fome, começou a se servir, mas antes de comer se lembrou do biscoito da sorte que o garçom tinha deixado.

-Deixa eu ler!- disse pegando o biscoito e quebrando com a mão. Retirou o papelzinho e forçou a garganta para começar a ler.- "Ninguém pode decidir o que acontece com você. Ninguém além de você." Nossa isso foi profundo.

-Tão profundo quanto a minha fome. Podemos comer?

-Devemos!

O garçom voltou com outra garafa de vinho e fez questão de servir ambas as moças. Elas sorriram em agradecimento e ele se afastou.

Assim que terminaram o jantar decidiram que já estava na hora de irem para casa. Pois amanhã séria segunda feira e Dinah teria que trabalhar e Lauren que estudar. Já estavam no final do ano letivo e Lauren não poderia dar banheira na escola.

Lauren pagou a conta depois de ter um pequena discussão com a namorada que estava fazendo questão de dividir, mas Lauren não permitiu. Dinah então só aceitou por que depois fizeram um acordo onde Dinah só sairia com Lauren novamente se ela deixasse loira pagar a conta. Foi mais uma chantagem do que um acordo.

Minutos depois Lauren estava parando o seu carro enfrente ao AP da namorada.

-Prontinho! Entregue em segurança, amor!- disse assim que parou o carro.

-É uma pena que você não vai mesmo subir.- disse manhosa, distribuindo beijos pelo maxilar e pescoço da morena.

-Infelizmente. E você não esta ajudando muito.

-Desculpe, amor. Eu não consigo me controlar perto de você.- sorriu maliciosa.

-Dinah!- chamou e a loira fez um som nasal em resposta.- Você que ir ao baile da escola comigo?

-O baile?- perguntou um pouco nervosa e receosa. A ideia de ir ao baile e ter que encarar todas as pessoas que a julgaram e criticaram não era legal.- Olha, eu posso pensar e te dar uma resposta depois?

-Tudo bem! Boa noite!- respondeu um pouco chateada.

Tudo bem?
O que acharam?

My sexy teacher (G!p)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora