19. Vagalume Imóvel

13.1K 860 1.7K

"- Eu menti pra Camila sobre uma parada

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

"- Eu menti pra Camila sobre uma parada. – ela começou a dizer, falando mais baixo que antes. – Desculpa ter te metido nisso, eu não tive outra escolha. Você caiu do céu nesse banheiro, cara.

- Como assim, cara?! – Eu perguntei, incrédula. Eu estava tentando absorver o que realmente tinha acabado de acontecer, bem embaixo do meu nariz.

- Amanhã depois da aula, você pode ir comigo num lugar? – Édra me perguntou, enfiando as mãos nos bolsos da calça. – Eu te mostro." 

(6. Caindo do Céu)

"- O trabalho é voluntário, mas rola uns benefícios do governo pra quem ajuda. –Foi o que Édra disse, subindo na bicicleta, a voz meio distante parecia preocupada com alguma coisa. – Eu conheço umas pessoas que realmente precisam desses benefícios. Mas, tem dois problemas.

Meus olhos arregalaram, subi na minha yellow e começamos a pedalar devagarinho, uma do lado da outra, embaixo do céu nublado.

- O primeiro problema é que, tipo, eu não tenho nenhum curso nisso e eu não concluí o ensino médio ainda. – Ela pedalava em mini zig-zagues. – E o segundo é que os benefícios do governo deveriam ser meus, mas eu repasso pra outras pessoas.

- Mas isso é o máximo! – Eu me empolguei, porque cara, era mesmo admirável ela fazer isso.

- É... "O máximo" – Édra imitou a minha voz de empolgação. – Mas eu posso ser presa por isso."

(7. Hormônios em Ebulição)

"Fala sério, eu só estou tentando ajudar.

E se os diretores do curso de música pudessem ver que ela é mesmo talentosa, independente de estar ou não no terceiro ano?! Sem precisar de uma faculdade disso, ou coisa assim. Não desmerecendo quem estuda anos pra essas coisas, mas existem pessoas com dons. Sabe, tudo isso deveria ser levado em consideração. Não deveria ser apenas um pedaço de papel que comprovasse se você é bom ou não em alguma coisa. Existem exceções.

Édra é uma excelente professora de música para criancinhas. O mundo precisa reconhecer isso. Eles precisam perder a virgindade do talento dela.

Certo, eu estou obcecada por virgindade igual a Polly. Me recuso.

Não, eu não me recuso. Não é sobre sexo. É a virgindade das coisas.

É um crime perdoável. Édra Norr vai me perdoar."

(8. Tchau Alien)

 Tchau Alien)

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.
O Amor Não é Óbvio ⚢Leia esta história GRATUITAMENTE!