Já somos amigos? part.2

2.5K 158 4

•Elizabeth Cooper

Ficamos mais alguns minutos no Pop's, até minha mãe perceber que estava tarde é que precisávamos voltar. Já em casa, minha mãe estava dobrando roupas no meu quarto e eu estava lendo um livro.

— Quem era aquele no Pop's? — perguntei.

— FP Jones, a gente estudava juntos no ensino médio — ela continuou a dobrar as roupas.

— Vocês pareciam bem felizes — continuei lendo o livro.

— É. Desde quando fui para Los Angeles, nunca mais nos falamos — mamãe acabou de dobrar as roupas e depois se virou para mim. — Boa noite, Betty. Vá dormir que amanhã você tem aula cedo — ela me deu um beijo na testa e depois saiu do meu quarto.

Quardei meu livro em uma prateleira da estante, fui para a minha cama e cai no sono.

•Jughead Jones

Acordei e me sentei na minha cama, bocejo e esfrego meus olhos, demorando para me acostumar com a luz que invadia meu quarto pela janela. Olho para o relógio e vejo que estou atrasado para a escola.

Meu pai não estava em casa, deveria ter saído cedo para resolver os negócios com os serpentes.

Pego um copo de café, tomo rapidamente e vou correndo para a escola.

Chegando na escola, vou até meu armário e pego os livros das primeiras aulas. Vou até a sala de aula correndo, e a minha sorte é que a aula ainda não tinha começado, mas já estavam todos na sala, principalmente Betty.

•Elizabeth Cooper

Não consegui dormir direito essa noite, não parava de pensar em Jughead, e em minha mãe e o FP. Lembro de um dia que estava mexendo no quarda-roupas da minha mãe, e achei uma jaqueta de couro, que tinha estampada atrás uma serpente, a mesma em que estava tatuada no braço do FP. Lembro também do que minha mãe tinha falado sobre essa jaqueta.

— Foi o presente de um amigo.

Esse amigo poderia ser o FP, talvez.

Me levantei da cama e me troquei, decidi não falar com a minha mãe sobre o que estava pensando, talvez ela não queira falar sobre isso.

Fui a escola, e peguei meus livros no meu armário. Fui para a sala e me sentei em uma cadeira, no fundo. De repente Jughead entra correndo na sala, e olha diretamente para mim. Ele passa por todos e se senta um pouco a minha frente, um único lugar vazio que tinha nessa sala completamente cheia.

•Jughead Jones

Passei a aula inteira tentando não olhar para Betty. Mas percebi que algumas vezes ela olhava para mim, então não tinha como ficar olhando só para frente. A aula acabou e no corredor me encontro com Betty.

— Por que chegou correndo na sala? — perguntou Betty sorrindo.
— Cheguei atrasado, meu despertador não tocou — coloco minha mão no rosto. — Eu acho que quebrou.

— Ah, entendi.

Percebo que de longe, Veronica e Archie olhavam para mim e para Betty. Olho para eles e arqueio uma sobrancelha. Eles se viram para o outro lado e começam a andar em direção a uma sala.

— Tenho que ir. Tchau, Betty — saio correndo em direção a Archie e Veronica.

— Tchau — Betty acena e depois vai para outra sala.

Archie percebeu que eu estava indo atrás dele, então se virou para mim junto com a Veronica.

— Jughead! — Archie falou com um sorriso malicioso.

— O que? — levantei uma sobrancelha e cruzei os braços.

— Falou com a loirinha hoje? — ele ainda sorria.

— Não vou nem responder a sua pergunta, Archie — fui andando até a sala sorrindo, indignado com Archie.

Archie e Veronica se sentaram lado a lado, e eu me sentei atrás de Veronica, porque dava para ver perfeitamente o Archie. E dava para ouvir o que ele falava para mim durante a aula. Ele falou coisas do tipo: você e Betty formariam um ótimo casal!

Eu apenas ria.

a love story. ❃ bugheadLeia esta história GRATUITAMENTE!