chapter 23

4.2K 246 30
                                    

Pov Dinah

Há um mês eu e Lauren saiamos juntas frequentemente. Aos poucos as pessoas foram esquecendo da fofoca do show. Nós saiamos tranquilamente sem sermos atormentadas por ninguém. Normani tinha razão, as pessoas esqueceriam com o tempo.

Nós ainda não estávamos namorando oficialmente, mas se tratamos como um verdadeiro casal. Lauren me mima de tudo quanto é jeito possível. Eu não tenho do que reclamar, e nem devo. Ela é uma garota incrível. As vezes ela vinha aqui em casa para tirar algumas duvidas sobre literatura, já que segundo ela sua nova professora não era tão boa quanto eu.

As coisas pareciam estar melhorando para o meu lado. Agora eu tenha outro emprego. Fui aceita na escola onde a diretora simpática me entrevistou. Era um lugar bom e aconchegante. Só não pagava melhor do que a atinga escola. Mas até que o salário não era ruim. As pessoas lá eram muito receptivas e meus novos alunos  eram um amor.

Hoje Normani inventou um encontro entre casais. Isso tudo era para ela não ir sozinha em um encontro com um cara que ela conheceu no Tinder. Então, ela me pediu para ir com ela, eu aproveitei e chamei a Lauren. Ela aceitou de bom grado. Eu e Normani iríamos de carro com ela, já que nenhuma de nós duas tinham um carro. Eu estou juntando minhas economias para comprar um no final do ano, falta pouco pelo menos.

Estava sentada na sala, esperando minha melhor amiga terminar de se arrumar e Lauren chegar. Pouco tempo depois a campainha toca.

-Boa noite, Lo!- disse assim que abri a porta e fui recebida com um beijo caloroso.

-Boa noite! Estava com saudades!- me deu mais um selinho e entrou.

-Mas nos falamos mais cedo!- brinquei sentando ao seu lado no sofá.

-Mesmo assim senti saudades, não posso?- perguntou com um biquinho fofo nos lábios. Não teve como não beijar.

-Claro que pode, bebezão!- zombei apertando seu nariz.

-Cadê a Normani?- perguntou olhando em volta.

-Provavelmente ainda está se arrumando.

-Ótimo!

Sorriu travessa e selou nossos lábios calmamente. Pediu passagem com a língua e eu sedi. Agarrei a sua nuca aprofundando o beijo. Lauren sabia bem onde pegar quando estava me beijando. Tocava nos lugares onde me deixava com mais desejo. Sedenta por mais. Por um momento eu esqueci completamente onde nós estávamos e montei em seu colo. Meu vestido subiu um pouco deixando metade da minha coxa exposta.

-Você é tão gostosa, sabia?- suguei seu lábio inferior rebolando em resposta. Ela sorriu entre o beijo e apertou de leve minhas coxas.

-Você também é, amor!- desceu seus lábios para o meu pescoço enquanto apertava minha bunda.

-Me chamou de quer?- perguntou sorrindo contra minha pele.

-Amor!- ela sorriu mais ainda e beijou meu pescoço.

-Oh casal! Se não for muito incômodo eu tenho um encontro para ir e vocês são as minhas caronas!- nem preciso citar o quão inconveniente minha amiga é.

-Vamos então, senhorita!- me levantei e ajudei Lauren a se levantar também ajeitando meu vestido.

-Tem alguém um pouco animado por aqui, e não sou eu!- Normani disse rindo apontando para o volume que tinha se formado na calça de Lauren.

-Culpa da Dinah!- ela disse vermelha como um pimentão e caçando a nuca. Ela sempre fazia isso quando estava nervosa.

-Vou relevar dessa vez!- Normani disse entre risadas.

Entramos no carro. Eu fui no banco da frente junto com Lauren e Normani foi no de trás. Tomei a liberdade de ligar o rádio e logo nós três cantávamos feito loucas as músicas da Rihanna que  tocavam no carro. Não demorou muito e já estavamos estacionando em frente ao restaurante.

Era um restaurante muito chique. Dava para perceber do lado de fora mesmo. O estacionamento era completamente sofisticado. Acho que eu nunca tinha vindo num lugar como esse antes. Se tivesse vindo mesmo que na minha infância, eu com certeza lembraria. Aposto que as coisas aqui são tão caras quanto as luminarias que ficavam sobre a mesa.

Quando entramos, observei melhor o local. Era realmente lindo. Aposto que esse novo pretendente da minha amiga e um estelionatário ou algo do tipo. Porque com certeza ele tem muito dinheiro.

-Esse lugar é incrível!- Normani disse encantada.

-É mesmo!- eu concordei. O restaurante que sempre almoçamos juntas não chegava nem aos pés desse.

-Onde está seu boy, Mani?- Lauren perguntou com um dos braços em volta da minha cintura. Era sempre bom quando ela fazia isso. De alguma forma me passava segurança.

-Ela está ali!- ela disse e um cara acenou com as mãos com um sorriso simpático. Nós seguimos ela até a mesa onde o cara estava.

-Olá, Mani!- ele a cumprimentou com dois beijos na bochecha.- Oi meninas!- bom, de primeira eu fui com a cara dele. Mas não devemos julgar pela aparência, já dizia minha mãe.

O jantar até que estava sendo divertido. O pretendente de Normani, Victor era muito legal e engraçado. Contava cada piada que só Deus na causa, mas não deixava de ser engraçado. Depois da quarta taça de vinho ele já se encontrava um pouco alterado. Lauren se limitou apenas a tomar uma taça já que estava dirigindo. Ela era nova mas era completamente responsável.

Agora já estávamos na sexta taça de vinho. Vitor e Normani faziam um lindo casal de alcoólatras juntos. Minha cabeça deu uma girada então vi que estava na hora de parar. Lauren era a única sobria entre nós três e a mais nova por sinal.

Ela estava tão concentrada na história que Victor estava contando, então resolvi provoca-lá. O álcool me permitia fazer dessas coisas.

Repousei minha mão na sua coxa por baixo da mesa e fui subindo lentamente até parar sobre o seu membro. Apertei de leve e ela me olhou surpresa. Eu sorri com o lábio inferior entre os dentes e ela negou com a cabeça. Então passei a massagea-lo. Não satisfeita com apenas esse contato, adentrei minha mão na sua cueca.

-Dinah!- ela disse baixinho só para mim ouvir.

-O que foi, bebê?- perguntei inocente.

-Não faz assim! Não aqui, por favor!- coitada, estava sendo torturada.

Apertei com um pouco mais de força e ela deixou escapar um gemido baixo. Eu ri da sua reação e continuei provocando. Cheguei mais perto do seu corpo e deixei uma leve mordida no seu ombro. Aproveitei que os pombinhos estavam na sua própria bolha, e passei a língua por todo seu pescoço e maxilar. Lauren se remexeu um pouco incomodada, e antes que outro gemido escapasse, ela encheu sua boca com o meu vinho.

-Você quer que eu faça isso aonde? Seu corpo me diz para continuar.- perguntei entre sussurros.- É tão mais excitante em lugar público!

-Eu sei, mas alguém pode ver a gente!

-Tudo bem, eu paro! Mas isso não acaba aqui!

-Claro que não!

Depois de mais um bom tempo conversando nós se despedimos do pretendente da minha amiga e Lauren nos levou para casa. Normani estava tão bêbada que acabou dormindo no banco traseiro do carro. Lauren teve que carrega-la até dentro do seu quarto. Agora nós duas estávamos se despedindo na porta do meu AP!

-Promete que vai me ligar quando chegar?- perguntei pela milésima vez agarrada no seu pescoço.

-Eu disse que vou, Di!- ela disse sorrindo.

-Ok! Então, boa noite, amor! E obrigada por tudo!- eu disse lhe dando outro beijo.

-Não precisa agradecer! Tenha uma boa noite também!- nos beijamos mais algumas vezes e ela foi embora.

O que acharam???

My sexy teacher (G!p)Onde as histórias ganham vida. Descobre agora