Capítulo 7

1.7K 174 21

Assim que Ian me solta ele manda todos descerem, se um dia eu achei que Brandon tinha pose de dono do mundo foi porque não conhecia Ian, a cada passo ,cada expressão e cada respirar um ar de quem sabe muito sobre o mundo exala pelo quarto.

— Você vai mudar Megan,vai ser difícil mas você vai conseguir.... Me desculpa por não cuidar de você direito...

— Por que você não apareceu antes?

— Porque...

O interrompo com meu grito ao senti meu braço direito quebrar a dor e o choque é insuportável e vai piorando cada vez mais me fazendo deixar algumas lágrimas saírem, o mesmo se repete mais do que é possível no mesmo braço até se espalhar pelo resto do corpo.

Ian se afasta enquanto eu grito ,cada osso meu ,cada tecido ,cada célula se movimenta ,minhas roupas se rasgam e pelos crescem pelo meu corpo. Eu nunca soube de verdade o que era dor ,mas agora posso pelo menos ter a noção.
Vejo melhor cada detalhe do quarto.
Escuto Brandon falar "já começou".
Sinto os cheiros,muitos cheiros mas apenas um chama minha atenção, o de Ian.

Como posso explicar, parece eucalipto, menta e chuva e como eu gosto,mas não é só o cheiro dele que invade minhas narinas, muitos outros bons e não tão bons também se misturar e não consigo identificar todos.

Mal percebo quando fico de quatro patas no chão, Ian pega um espelho e em movimentos rápidos o coloca na minha frente.

— Essa é a nova você.

Uma loba marrom de olhos verdes me encara ,ela sou eu... Não consigo evitar minha surpresa ,mas nenhuma emoção é refletida pelos meus olhos, me sinto forte e sinto o cheiro do meu próprio medo... Agora a besta sou eu.
Meu tamanho é um pouco menor que o de Ian.

Me viro para a janela e uivo me sentindo livre e não um animal ,o que não fez sentido.
Eu quero correr ,quero ser livre... Mas e a besta?

Foda-se ela ,não me importo com esse " lobo amaldiçoado ". Eu quero ser livre. Quero correr.

Ian parece saber disso porque mostra um sorriso branco e reto e fala:— Me segue.

Ele sai pela porta a deixando aberta, a mesma é mais grande que o normal ,mas mesmo assim é o tamanho limite para que eu possa passar.

Passo por todos e continuo seguindo Ian e seu cheiro incrível até fora da mansão.

Ian tira sua camisa e começa a tirar sua calça porém para no processo e da um salto ,no seu lugar o lobo de olhos azuis aparece ,ele se vira e me olha com seus olhos incríveis e vou atrás dele.

Ele corre entre as árvores e não tardo em o seguir desviando de galhos e outras coisas que possam atrapalhar em minha trajetória, sinto o cheiro das plantas,dos animais e de água? Desde quando água tem cheiro? Mas mesmo assim sinto.

Me sinto mais forte do que jamais fui e não tardo de uivar novamente sendo acompanhada por um uivo poderoso ... Ian...

Mal percebo quando paro de correr pela mata e sinto meus ossos se mexerem e voltarem para sua antiga forma.

Estou nua ,suada ,cansada e quase completa .

Ian também volta para sua forma humana e assim como eu está nú ,não deixo meu olhar descer mais do que seus peitorais defidos e me sento em posição fetal ,abraçando meus joelhos sentido cada músculo meu reclamar.

Ele percebeu minha vergonha porque abriu um sorriso convencido.
Ele caminhou até onde eu estava e se senta despreocupado do meu lado, sentia sua pele se encostar na minha e a eletricidade se espalha muito mais forte do que no dia que ele esteve em meu quarto.

Lua Cheia Leia esta história GRATUITAMENTE!