Capítulo 5

1.8K 182 11

...
O que que eu posso fazer hoje?
Eu tenho que descobrir o que está acontecendo ou vou ficar maluca!
  Coloco um short jeans, uma camiseta preta e meu tênis azul.
Sou uma idiota e se o que estou imaginando está certo eu vou acabar morta ,se o que eu estou imaginando estiver errado estou tendo sérias alucinações e tem um assassino por ai.

Qual é o pior ? Um lobisomem assassino ou um assassino?

Que tipo de doido vai atrás de uma coisa que pode te matar?
Eu não posso fazer isso,eu tenho que ir embora.

Desisto de ir atrás da minha provável morte, eu tenho que ir embora daqui e meu pai tem que concordar em se mudar! Se ele disser não eu vou sozinha!
O pior é que meus únicos parentes vivos são meu pai,meus tios Caio e Mara e minha tia avó Lucinda ,que com certeza não vai ser uma opção.

Eu posso morar na casa que minha avó me deixou como herança e voltar a trabalhar no mercado de Dona Cida.
Tenho certeza que ela concordaria.

Eu preciso sair desse lugar de qualquer jeito.

Desço as escadas e vou até a sala meu pai e Aline estão lá.

— Pai ,eu quero me mudar!

— Se mudar? Por que?— Meu pai me pergunta se levantando.

— Tem algo muito errado neste lugar e eu não posso ficar aqui porque se eu ficar vou acabar me metendo em coisas que não devo! Ou pior ,enlouquecendo! Então por favor se você não quiser se mudar me deixa morar na casa que minha avó me deixou.

— Tá ,ta bom Megan, pode me deixar pensar nas possibilidades?— Meu pai pergunta com uma cara surpresa ,eu concordo.

— Eu vou tomar um sorvete— Digo saindo,fecho a porta e fico alguns segundos atrás da mesma.

— Pelo menos ela não está indo atrás da verdade Samuel.

Escuto Aline falar e quando percebo que ela não vai falar mais nada saio em busca de alguma sorveteria, mal percebo quando paro na frente da lanchonete que eu vim com Aylon e Alice no dia que me mudei ,entro e me sento.

Logo uma garçonete vem me atender.

— No que eu posso te ajudar?

— Eu quero um copo médio de milk shake de chocolate com menta,médio não o maior que tiver.

A garota sorri e sai olho a lanchonete que está praticamente vazia ,tem apenas duas garotas e um cara... Espera! É o mesmo que eu dei de cara quando Brandon perdeu a carteira. Me levanto tentada a ir até o cara que aparenta ter uns 22 anos, mas sou impedida quando Brandon se senta na minha frente.

— Ola Megan

— Oi Brandon — Dou uma última olhada para o lindo moreno e volto minha atenção para Brandon ,o cara que  me ignorou.

A moça chega com meu milk shake e me arrepio ao me lembrar que considerei que Brandon fosse a besta de olhos vermelhos ,não consigo evitar de sentir medo e vejo uma expressão confusa passar rapidamente pelo rosto dele.

Tomo o milk shake da forma mais descontraida que consigo até que  Brandon começa a falar.

— Eai ,como vai Megan?

— Bem ,só fui ignorada por você.

— Ignorada?— Pergunta ele sorrindo — Eu não te ignorei só não preparei um jantar a luz de velas para você!

Odeio a forma como ele me olha ,como se soubesse de tudo no mundo e quem sabe ele saiba mesmo.
Odeio a forma como ele sorri como se eu fosse idiota ,e talvez eu seja mesmo.
Também odeio a forma como ele me olha como se eu fosse uma opção errada, e se eu for mesmo?
E por fim odeio a forma como me sinto perto dele.

Lua Cheia Leia esta história GRATUITAMENTE!