11-

39 8 28


  — O-oque você está fazendo?

  A pantera avançou e eu caí no chão. O animal ficou em cima de mim e eu nem consigo explicar minha expressão no momento. Eu estava apavorada.

  Fechei meus olhos com medo e senti o peso em cima de mim diminuir. Quando os abri novamente vi o rosto de Jungkook.

  Ele estava sério e com uma expressão de raiva:

  — Por que não me disse que era o Taehyung? -Perguntou quase como um grito.

  Eu não respondi nada, não conseguia responder.

  Ouvi outro rugido alto vindo de trás. Jungkook saiu de cima de mim e eu me sentei rapidamente para ver de que animal era aquele som.

  Senti vontade de sorrir quando vi, mas apenas permaneci com a mesma expressão.

  Um Puma...

  Não um Puma qualquer como vemos nos programas de tv e imagens na internet.

  Era um Puma machucado e cheio de pontos, pontos que eu mesma fiz.

  Jungkook estava de volta em sua forma animal e encarava Taehyung.

  Os dois animais começaram a caminhar lentamente em voltas se encarando. A águia ao meu lado saiu voando rapidamente para dentro da floresta.

  A pantera negra avançou para cima do Puma me fazendo levantar com os olhos arregalados.

  Os dois começaram a se atacar e meu coração se apertou quando vi Taehyung recebendo uma forte mordida em seu corpo já machucado.

  Mas não foi como eu pensava. A pantera foi jogava no chão quando o Puma lhe deu um grande arranhão na barriga.

  Eu achei que aquela luta havia se encerrado ali, mas Taehyung se aproximou e mordeu forte a perna traseira da pantera fazendo um barulho alto e tirando um gemido de dor do animal.

  Ele havia quebrado sua perna.

  Outro uivo vindo do meio da mata. O Puma me olhou intensamente e soltou um rugido. Em seguida se virou e começou a caminhar.

  Comecei a correr atrás do mesmo assim que entendi oque ele queria que eu fizesse. Passei ao lado do corpo da pantera agonizando de dor no chão e entrei na floresta.

  Eu corria desviando das árvores tentando alcançar o Puma que era bem mais rápido.

  Ele diminuiu sua velocidade e parecia ter chegado onde desejava. Pulou em uma descida que tinha bem à frente e o segui.

  Enquanto eu tentava descer a pequena rampa de terra segurando em um galho de árvore, pude ver uma cabana.

  Era a cabana de meu sonho...

  Acabei escorregando enquanto a observava e ralei meus dois antebraços na tentativa de me apoiar.

  O animal me olhou e balançou a cabeça negativamente. Ele entrou na pequena casinha e eu me levantei fazendo uma careta.

  Enquanto caminhava para a entrada, limpava a terra de minha roupas. Adentrei o local e taehyung já se encontrava na forma humana vestindo uma caminha. Por sorte ele já estava de calças.

  Ele se virou e me encarou. Corri em sua direção e o abracei por impulso. Mas tive que lhe soltar rapidamente quando ouvi que o mesmo soltou um pequeno gemido de dor.

  Olhei para si e vi uma mancha de sangue em sua blusa que aumentava cada vez mais.

  — Seu ponto abriu! -Eu disse um pouco assustada.

WILDLeia esta história GRATUITAMENTE!