Capítulo 26 - Futuro incerto

428 56 142

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


Usando as estranhas recomendações de Beckett, sobre como caminhar pelas trilhas da floresta sombria, eles conseguiram voltar à terra.

Anne ficou grata por ter prestado atenção ao que o seu "irmão" falava quando a guiou por aquela mata estranha.

Quando finalmente retornaram a Clarence, eram quase sete da manhã.

Anne percebeu que tinha ficado um dia inteiro sem dar notícias à John e o pobre fazendeiro devia estar morrendo de preocupação.

Malcolm e Dereck já estavam de volta quando ela, Jill e Erik chegaram, carregando Kol para dentro da casa. Ele ainda estava muito ferido e ela estava muito preocupada com ele.

Sabia que Wulfenkinds tinham um fator de cura rápido, mas as feridas provocadas por sua adaga não estavam desaparecendo e ela precisou seguir a viagem toda fazendo pressão nos cortes dele para ajudar a estancar os sangramentos.

Para sorte de todos, Dereck tinha servido um tempo no exército e tinha um conhecimento de primeiros socorros que logo colocou em ação.

Enquanto ele tratava de Kol, Anne ficou no quarto da casa onde tinham improvisado uma enfermaria, porque eles não podiam levá-lo a um hospital.

Malcolm temia que, fraco do jeito que estava, Kol pudesse perder o controle e mudasse de forma na frente de todo mundo. Ela ficou sentada em uma cadeira ao lado da cama onde ele foi colocado e se negou a sair dali.

Não se moveu nem para descansar, mesmo quando Dereck fez os curativos necessários e assegurou que tinha estabilizado o estado de Kol.

Segundo ele, só o que podiam fazer, era esperar.

O engraçado era que ela também tinha sido ferida por sua arma, mas assim como o corte em sua cabeça, aquele tinha desaparecido em uma questão de minutos.

Kol tinha aparecido na hora certa e graças a ele, Anne tinha conseguido se recuperar do golpe que Beckett tinha lhe dado, mas ele não teve a mesma sorte. Quando ele precisou de mim, eu resolvi me tornar a encarnação do inferno na terra. Bela parceira que sou.

Anne se lembrou do desespero que sentiu ao ver o semideus chutando e perfurando Kol na sua frente, como se ele fosse um brinquedo descartável.

Aquilo tinha sido o pontapé que ela precisou para despertar o seu poder e graças a isso tinha colocado o semideus para correr. Gostaria de ter matado aquele desgraçado... como é que ele fugiu, de toda forma?

Aquela fuga ainda a intrigava, ele tinha simplesmente desaparecido, tragado por aquela luz estranha. Acho que ainda vamos nos encontrar por ai.

— O seu guardião legal esteve aqui ontem a noite. — A voz de Malcolm tirou Anne de seus devaneios.

— Meu deus... John. O que vou dizer a ele?

O alpha sorriu e puxou outra cadeira no quarto, sentou ao lado dela. Olhou para Kol, que parecia dormir na cama.

A filha do fogo - Ragnarok Saga 1 (Vencedor Wattys 2018)Leia esta história GRATUITAMENTE!