Tentativa

3.7K 296 36
                                    

Pov Camila

Depois de alguns meses, estava tudo tranquilo, eu e Lauren sempre passamos o fim de semana juntas. Ela esta sendo muito romântica comigo. Escuto um som de buzina e imagino que seja Lauren. Desço as escadas correndo e quando abro a porta me deparo com Alex. Mas ele estava diferente, estava mais musculoso, com uma barba rala e com um cheiro diferente que estava me enjoando.

-Alex... O que você ta fazendo aqui?- pergunto tentando ser simpática.

-Bem... Eu vim conversar com você... Mas mudei de ideia- fala entrando na minha casa.

-Alex, o que você quer? Sai daqui- em um movimento rapido ele me agarra vira de costa.

-Me solta, Alex! Eu vou gritar!- falo deseperada.

-Eu não me importo! Cansei de ver a Jauregui desfilar com você pra cima e pra baixo. Você vai ser minha- ele começa a se enfregar em mim e eu tento empura- lo, mas sem sucesso. Começo a chorar, lágrimas grossas descen pelo meu rosto. Sinto seu membro duro e choro ainda mais. Escuto ele abrir a calça e rasga minha roupa. Sinto ele passando sua ereção na minha bunda e grito o mais alto que consigo.

-SOCORROOOOO!!! POR FAVOR ALGUÉM ME AJUDAA!- grito e ele bate com força no meu rosto.
-Você só vai gritar de prazer, vadia- sinto ele tentar tirar seu membro pra fora, mas ouço um barulho alto na porta e vejo ela quebrar.

Lauren aparece e seu olhos estavam totalmente vermelhos, mostrando o grau da sua raiva. Ela pula em cima de Alex e começa a bater no garoto, mas acaba se distraindo e ele consegue inverter as posições, ele acerta alguns socos nela, mas eu em um momento de desespero quebro um vaso na cabeça dele que fica inconsciente. Ela corre até mim e me cobre com a sua jaqueta. Ligamos para a polícia e em pouco minutos eles chegam.

-Senhorita, você terá que fazer o exame de corpo de delito- diz um policial e eu me agarro em Lauren.

-Senhor policial, poderia nos dar um minutos?- pergunta Lauren e ele confirma.

-Camz... Olha pra mim. Eu to aqui pra proteger você... Fica calma. A sua alfa ta aqui- ela me abraça e eu respiro fundo seu cheiro de alfa.

-Vamos- saimos de casa abraçadas e vamos pra delegacia. Faco todos os exames e sou liberada. Corro pro braços de Lauren e ela me leva para o seu carro.

-Camz, fica calma. A sua alfa ta aqui... Não precisa ter medo- diz e me acalmo as poucos. O caminho foi silencioso. Chegamos no apartamento dela e entramos. Vou direito pra o quarto dela e me deito na cama, me encolhendo nela sentindo seu cheiro nos lençóis.

-Amor, eu to aqui ta bom? Pra o que você precisar, eu to aqui- diz Lauren deitando na cama e me abraçando.

-Foi horrível, lo. Ele ficava se esfregando em mim- falo deixando algumas lágrimas escorrerem dos meus olhos.

-Calma, eu ja to aqui. Me desculpa por não ter chegado mais rápido, eu estava a caminho quando ouvi o seu grito, eu desci do carro as pressas e fui correndo.

-Você não teve culpa, lo. Você não sabia que ele tinha voltado... Nem eu sabia... Ele esta diferente... Tipo... O cheiro dele... Não parece cheiro de alfa... Parece que... Tem algo forte... E ruim dentro dele.

-Sim... O cheiro dele está parecido com cheiro de hospital- diz pensativa.

-Parece cheiro de morte- falamos juntas.

-Temos que tomar cuidado, eu espero que ele fique uns bons anos na cadeia. Aquele desgraçado... Eu devia ter quebrado a cara dele- fala com raiva.

-Não... Você ia se prejudicar, Lo... Ia ser presa junto com ela e eu ficaria sozinha.

-É mesmo... Enfim... Agora eu to aqui, com você e não vou deixar mais nada de ruim acontecer com você.

Pov Alex

*Algumas horas antes*

-Então, rapaz. O que você tem a dizer em sua defesa?- pergunta a policial me interrogando.

- Eu fiz e faria de novo! Eu ia foder aquela garota, ela não pode ficar com aquela aberração!! Eu ia ter ela só pra mim- falo sorrindo diabólico.

-Então, você admite que iria estuprar a garota se a namorada dela não tivesse chegado?

-Sim! Eu ia foder ela até cansar e depois foderia de novo. Depois mataria aquela aberração, cortaria a cabeça dela fora e ai a Camila seria totalmente minha- falo e ele me dá uma soco.

-Isso é tudo que eu preciso. Espero que vc aproveite a sua tempirada no inferno, seu lixo- diz e me arrasta pra uma cela com cinco homens.

-Aí, galera! Carne nova aqui. Esse é estuprador! Tentou estuprar uma garota de 16!!(N/A: sim, ele mentiu a idade da Camila pra atiçar os outros presos)- ele grita e me joga pra dentro da cela.

- Como é conversa aí?!! Esse lixo tentou estuprar uma menina de 16 anos?!!- fala alto um cara enorme e ele fica de frente pra mim.

-Eu fiz mesmo, mas ela não tinha 16 anos. Esse filho da puta ta mentindo...- falo mas sou interrompido por um soco me fazendo cai.

- Não me interessa! Você é estuprador e aqui não aceitamos estuprador- fala o cara e me acerta com um chute na barriga.

-Podem se servir, rapazes. Acabem com esse filho da puta- eles começam a me bater, chutes, socos...

-Chega, rapazes. Vamos guardar um pouco para amanhã... E depois e depois. Pra esse "mauricinho" pensar duas, até três vezes antes de fazer algum mal pra alguma mulher. Isso... SE ele sair daqui vivo- fala e eles se afastam de mim.

Pov Lauren

Me levanto para fazer algo para Camila comer. Vou até a cozinha e começo a fazer alguns sanduíche e um suco para ela. Escuto alguém bater na porta e vou atender.

-Lauren, meu deus. Eu fiquei sabendo do que aconteceu com a Mila- diz Dinah e logo em seguida as meninas entram.

-É, ela tá lá no quarto dormindo e eu to fazendo um lanche pra ela- acabo de fazer o lanche para Camila e vou chamar ela para lanchar.

-Camz... Amor, acorda. Eu fiz um lanche pra você- falo e aos pouco ela acorda.

-Oi, Lo... Ja vou levantar- fala com voz de sono.

- As meninas estão lá embaixo, vieram ver você- falo e ela aos poucos vai levantando.

Ajudo ela a se levantar e vamos para a cozinha, onde as meninas estavam. Puxo a cadeira e Camila se senta.

-Então, Mila. Você ta bem? Eu fiquei horrorizada quando fiquei sabendo do que aconteceu.

-Foi horrível mesmo, mas graças a deus a Laur apareceu na hora e ele não consegui o que queria.

Depois disso, lanchamos e jogamos conversa fora até que deu a hora de as meninas irem pra casa.

My Big Bad WolfOnde as histórias ganham vida. Descobre agora