Capítulo 03 - Julgamento

1.2K 133 70

Ryan me deixou por um tempo para continuar a resolver as coisas no castelo. Tudo ainda era um caos e não poderia ser diferente depois do ataque que recebemos. Fui informada de que Nirlas já havia sido enterrado e de que dessa vez, vários guardas estavam presentes para ter certeza de que o bruxo realmente havia morrido. Disseram ter colocado seu corpo em uma vala bem funda e usado magia para que não tivesse como ele escapar, caso aquilo tudo fosse um truque para nos enganar. Apenas agradeci pelas informações e fui em direção ao meu quarto. Minha mente não parava de retornar ao dia anterior, as palavras de Nirlas, tudo o que ele tinha feito e me perguntei como pude não ter percebido ou sequer pensado que um homem como ele não teria morrido tão rápido com apenas alguns socos dados por Benjamin. Claro que na época eu nem imaginava que ele era um feiticeiro. Agora também havia as informações de Roger, eu me perguntava quem poderia ter ajudado Nirlas a fugir da prisão antes deste contar com a ajuda de Yamilla. Pensar em quanto ainda estava por vir fez meu corpo arrepiar e eu estava pensando em quem mais podia confiar dentro daquele lugar quando alcancei a porta do meu quarto.

Após abri-la, encontrei Chidy em sua forma de joia sobre meu criado mudo. Suspirei aliviada ao perceber que ela estava bem, considerando seu desaparecimento desde a noite passada. Seus olhos brilharam quando me aproximei. Tirei o medalhão de Nirlas do meu bolso e peguei o pássaro que não hesitou em assumir os tons azuis de suas penas que só apareciam quando ela criava vida. A acomodei sobre meu joelho coberto pelo vestido longo.

- Você conseguiu tirar isso de Nirlas enquanto estávamos lutando, não foi? – Ela apenas me encarou e meneou minimamente a cabeça - Agradeço muito pelo que fez, Chidy, mas isso foi perigoso. Se envolver nessa luta poderia ter te tirado de mim se aquele homem asqueroso tivesse percebido você. – Seus olhos apenas me avaliavam, pela primeira vez eles não expressavam nada, ela apenas estava me ouvindo atentamente. – De qualquer forma, agradeço sua ajuda. Eu não teria conseguido vencê-lo se não fosse por você.

Alguém bateu na porta e em seguida, a abriu. Christopher pôs o rosto para dentro e sorriu ao me ver.

- Desculpe a intromissão – Disse após notar o pássaro – Eu precisava saber se está tudo bem com você.

Estiquei minha mão para o beija-flor, ela subiu e em seguida, quando apontei para o criado mudo, pulou para o objeto e logo assumiu seu formato de joia.

- Não foi nada, estávamos apenas conversando.

Ele riu

- Ainda não consigo entender como você consegue.

Dei de ombros enquanto ele adentrava o quarto. Christopher usava uma calça preta e um blusão de manga acinzentado, roupas que ele começara a utilizar com frequência e me fazia lembrar dos moradores da vila.

- E como você está?

- Estou bem na medida do possível. Meus ferimentos não eram sérios. E você?

Ele apenas balançou a cabeça positivamente e sentou sobre minha cama. Pude ver os diversos curativos em seu rosto, pescoço e mãos, além dos pontos arroxeados que eram evidentes principalmente perto do seu maxilar. Vê-lo assim encheu meu corpo de raiva novamente, me lembrando de tudo o que aquele verme fez.

- Vim aqui mais cedo, mas os guardas me disseram que você tinha ido falar com o Comandante. Tem algo errado?

Suspirei cansada, tentando deixar minhas emoções de antes de lado.

- Não exatamente, um dos homens do grupo de Nirlas decidiu nos dar informações a respeito do ataque. O Comandante disse que ele só fez isso para ter uma redução em sua sentença.

Christopher assentiu pensativo

- Eu não duvido de que tenha sido esse o motivo. O que o homem disse exatamente?

O Mistério de Allíshya - Perdida | Livro 03Leia esta história GRATUITAMENTE!