17º Capitulo

834 51 0

Se eu vos disser que eu, a Emily e o Sam fomos expulsos do aeroporto vocês acreditam em mim? Bem, foi mesmo isso que aconteceu, digamos que o Sam não estava a contar com duas macacas a correrem para ele feitas doidas, então assim que eu e a Emily nos abraçamos a ele caímos os 3 ao chão e parece que houve pessoas que não gostaram e os seguranças expulsaram-nos, sinceramente estas pessoas não devem saber o que é ter saudades.

Ao princípio o pai da Emily e o Luke não acharam muita piada, até fizeram de conta que não nos conheciam quando os seguranças nos estavam a levar para fora do aeroporto, mas depois foi motivo de risota durante toda a viagem durante Nice e Cannes.

Quando chegamos a casa da Emily fiquei parva para a vida, o Sam e o Luke também, desde sempre que sei que os pais da Emily são ricos, o pai é advogado e a mãe é médica, mas achava que eles moravam num apartamento ou numa casa na cidade perto da praia, como os avós dela, afinal esta é apenas uma casa de férias, os avós é que moram mesmo em Cannes. Mas parece que me enganei redondamente, pois eles vivem aka passam férias neste palacete (http://www.homedsgn.com/2014/03/30/contemporary-estate-in-super-cannes/), posso ficar aqui para sempre?

Aproveitamos o resto da manhã para arrumarmos tudo e para fazermos uma visita guiada à casa, sinceramente acho que me vou perder se andar sozinha pela casa. Depois almoçamos com os pais dela e despedimo-nos deles, pois vão voltar para Londres.

Para a tarde nem foi preciso pensar muito, piscina foi uma escolha unânime. O Luke acabou por adormecer e eu fui bombardeada com perguntas pela Emily e pelo Sam.

Emily: Agora que não tens aqui o James não tens desculpa para não contar como foi o jantar e a semana em casa deles.

Eu: Já sabia que vocês iam fazer isto.

Sam: Se já sabias já devias ter vindo com o discurso todo preparadinho.

Eu: E quem te disse que não vim?

Emily: Então deita tudo cá para fora.

Contei-lhes tudo desde a minha indecisão com a roupa até ao meu discurso fofinho junto do rio Tamisa que fez o James chorar.

Sam: OMG ele chorou mesmo?

Eu: Sim chorou.

Emily: Ele gosta mesmo de ti Jen, e tu dele porque se não, não lhe dizias o que disseste.

Eu: É como eu vos disse gosto dele, gosto de estar com ele, tudo é melhor quando estou com ele, mas tenho medo.

Sam: Medo de quê?

Eu: Que esteja a ser tudo rápido de mais, vocês sabem que eu nunca estive apaixonada, nem sei bem se estou, tenho medo que esta decisão de começarmos a namorar tenha sido algo repentino e tenho medo de o magoar.

Xxx: Jen, já te disse e volto a dizer – disse o Luke que tinha acabado de acordar, ou talvez já estivesse a ouvir a nossa conversa à algum tempo – deixa acontecer, só o tempo dirá.

Emily: Ele tem razão.

Luke: Agora um mergulhinho ia bem não ia?

Sam: Mais uma vez cheio de razão.

Passamos o resto da tarde naquilo e claro o Luke aproveitou também para conhecer melhor a Emily e o Sam e vice-versa. Ao final da tarde fomos tomar banho e arranjar-nos pois vamos jantar a casa dos avós da Emily.

Estava a acabar de me arranjar quando resolvi ver as horas e fazer os meus cálculos para saber se os rapazes já tinham ou não chegado a Los Angeles, coincidência ou não, nem dois minutos depois o meu telemóvel começou a vibrar, era o James a ligar-me através do FaceTime.

Hating You Is a Pleasure, But Loving You Is Even Better (The Vamps Fanfic)Leia esta história GRATUITAMENTE!