we'll be alright this time

349 56 229

24 de dezembro de 2017

- Temos mesmo que sair daqui? - Mike perguntou manhoso, e Luke riu da carinha que o garoto fez. 

- Temos que ir ajudar sua mãe, ela já ligou três vezes, Mikey - o loiro cacheado sorriu, beijando a ponta do nariz vermelho do mais baixo. 

- Mas, Luke - o menino tentou argumentar, sem muito sucesso.

- Levanta logo essa bunda gorda dessa cama, Mike - Luke empurrou o loiro levemente.

- Argh, só você pra aceitar ir buscar um bolo lá no fim do mundo - o mais velho bufou vestindo sua roupa.

- É sua mãe, e é véspera de natal, poderia deixar de ser um chato, pelo menos por um dia? - o cacheado fez um bico e apoiou sua cabeça em sua mão, esperando Mike terminar de pôr sua roupa.

- O que você não me pede com essa carinha, que eu não faço chorando? - o mais velho disse revirando os olhos e terminando de pôr seu casaco.

- Te amo - o cacheado sorriu angelicalmente e se levantou da cama, chegou perto do mais baixo e selou seus lábios.

Os dois saíram muito a contragosto de casa, o frio que fazia em Londres na época de Natal era desanimador, mas ambos concordavam que era muito melhor que o calor de julho. Assim que entraram na caminhonete a diferença de temperatura fizera os corpos dos dois se arrepiarem em resposta.

O caminho foi feito de risadas, brincadeiras e músicas que eles gostavam, inclusive as músicas de Luke, que Michael diria com todo orgulho serem as suas favoritas.

- É tão estranho ouvir músicas minhas em um rádio - Luke desabafou rindo.

- Eu sou seu fã número um - Mike gabou-se, - então se acostume - o menino sorriu sorrateiramente para o loiro ao seu lado.

- Você sempre foi meu fã número um - Luke riu, observando-o.

- Isso é verdade - o mais velho deu de ombros. - Deus, esse lugar não chega? - reclamou pela décima vez.

- Vira na próxima esquerda - Luke disse olhando o GPS do celular.

- Ok, o nome é Sugar o que? - perguntou sem muito interesse - ele não havia ouvido uma palavra do que Luke dissera quando eles estavam na cama.

Sugar Store, é aqui Mike - o menino disse apontando para uma doceria ao lado direito da rua.

- Finalmente, me lembre da próxima vez não deixar você falar com a minha mãe - o mais velho falou descendo da camionete, fechando a porta com força.

- Você ta com raiva de que? É só um bolo Mike, um bom grado pra sua mãe, que tanto te ama, e tanto faz por você - o cacheado fechou a porta e seguiu ao lado do menino para dentro da doceria.

- O problema não é o bolo, e sim o lugar, você viu quanto tempo demoramos pra chegar? - o mais velho falou como se fosse óbvio.

- Relaxa Mikeeey, é natal! - Luke disse gesticulando animado e sorrindo.

- Boa tarde - uma senhora simpática falou do outro lado do balcão.

Perfect | MukeLeia esta história GRATUITAMENTE!