Capítulo 19 - Treinamento e sentimentos

348 45 63


Os últimos  dias passaram voando para Anne e quando deu por si, já era sábado

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Os últimos dias passaram voando para Anne e quando deu por si, já era sábado. Nesse tempo Kol deu início ao que ele chamava de "Projeto Asgardiana" e tinha se mostrado decidido a ensiná-la a ser uma guerreira.

A rotina de Anne ficou dividida entre manhãs de treino de combate com Kol, as tardes de trabalho na lanchonete e noites de conversas com Julia, que acreditava piamente que ela e Kol estavam namorando. Se ela soubesse o que realmente fazemos na casa dele, acho que suas fantasias iriam por água abaixo.

Apesar de quase sempre ficarem a sós, porque Jill preferia evitá-la e Erik a acompanhava sempre que estava fora, ninguém poderia chamar os encontros de românticos. Eles passavam o tempo todo treinando e treinando.

Ela era boa em combate corporal, os anos que treinara Krav Maga se mostraram muito úteis e não era só isso, de alguma forma, lutar sempre tinha sido algo fácil, algo instintivo. Ela quase sempre conseguia acompanhar com Kol de igual à igual.

Segundo ele, seu dom natural para luta era algo que devia correr em seu sangue. Todo Asgardiano, dizia, era um guerreiro nato. Mas o mesmo instinto que a ajudava no combate corporal a atrapalhava quando o assunto eram armas.

Anne descobriu que naquele campo a habilidade era tão importante quanto o instinto de luta. Se eu tiver que ouvir Kol me dizer "deixe sua arma ser uma extensão da sua vontade" mais uma vez, juro que vou chutar o saco dele.

Eles treinavam com facas de combate, espadas, lanças e até mesmo armas de fogo. Ela descobriu que Malcolm tinha uma porão com revestimento à prova de som embaixo da casa.

Kol explicou que era ali que jovens Wulfenkind ficavam, quando ainda estavam tentando controlar sua transformação.

Ele também mostrou a ela uma coleção de armas brancas e armas de fogo que carregava escondida em um fundo falso do porta malas do GTO. A visão de tantas armas a fizera ficar de queixo caído, parecia uma coisa de filme de ação.

Malcolm e Dereck as vezes ligavam para informar que ainda esperavam por alguns lobos, alguns deles vinham de outros estados ou mesmo de outros lugares do Canadá, onde Anne descobriu ser um dos melhores lugares no mundo para ser um Wulfenkind. Dereck e Erik tinham vindo de lá.

Dereck estava ocupado, falando com amigos que estavam ajudando a rastrear os Desauridos, Kol explicou que ele trabalhava como caçador de recompensa registrado, uma profissão onde seus poderes ajudavam muito e ainda lhe proporcionava uma rede de contatos muito útil. Na verdade, a profissão era tão fácil para eles que Kol também a tinha adotado.

Malcolm tinha dito que estava preocupado com seu irmão, Niko. Nenhum outro Wulfenkind sabia onde ele estava e o alfa havia decidido procurar pelo irmão.

E assim os dias tinham passado.

Eles treinando, Jill e Erik passando a maior parte do tempo fora, procurando sinais dos Desauridos ou rindo da cara dela toda vez que Kol a derrubava, no caso específico de Jill. E a noite Anne inventava o que dizer a Julia sobre seu suposto namoro.

A filha do fogo - Ragnarok Saga 1 (Vencedor Wattys 2018)Leia esta história GRATUITAMENTE!