☀89☀

15.7K 2.2K 10.6K

Deem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!









"Fodido" é apelido pra Jeon Jungkook, cara.

— Isso… agora levante o braço esquerdo… devagar. — o doutor pediu, e eu o fiz, fazendo uma careta fraca. — É… ainda treme um pouco. Qual a sensação, Jeon?

— Parece pesado — falei, abaixando o braço.

— Mas dói?

— Não necessariamente — suspirei. — Um pouco, como quando faço movimentos rápidos.

— É, com certeza está melhorando — me deu um sorriso. — Vou passar uma nova receita pra sua mãe…

— Hm… é o Jimin que está cuidando de mim agora.

— Ah, certo — assentiu, virando-se para ir até Jimin, que acompanhava tudo perto da porta. — Iremos diminuir as doses de alguns comprimidos…

— Tudo bem.

Eu suspirei e mirei a janela, lá fora estava ensolarado, aos poucos o inverno estava indo embora. E eu preso numa cama, sem poder fazer nada por conta própria.

Meu corpo estava melhor, doía pouco agora, e eu até podia me mover, com cuidado. Nada disso impedia Jimin de me tratar como um bebê, mas não havia nada que eu pudesse fazer.

— Certo — o doutor voltou para mim. — Creio que depois de um mês você estará bom de novo. Claro, o pulso demora mais um pouco, mas o resto do corpo irá poder voltar a atividade. Digo, com calma… nada que exija muito esforço.

— Eu sou professor de karatê — o olhei um pouco sério.

— Com calma — ressaltou. — Nada de sair dando chutes e saltos.

Eu rolei levemente meus olhos. Era tudo tão cansativo.

— Sei que deve estar irritado — me disse. — Mas… aconteceu. Então, se quiser ficar bom, terá que seguir as normas. Okay? Vai obedecer o Jimin?

— Vou… — murmurei.

O doutor foi embora logo depois, deixando instruções para Jimin e lembretes para mim, dizendo que voltaria daqui duas semanas. E Jimin voltou para o quarto com um sorriso fraco no rosto, se sentando ao meu lado e me olhando.

— Logo você vai ficar bem — disse. — Vou estar aqui pra te ajudar em tudo.

— Que porcaria de namoro, não? — o olhei. — Ficar o dia todo cuidando de um cara do meu tamanho.

— Não acho uma porcaria — riu. — Muitas pessoas cuidam de seus namorados… e eles nem mesmo estão doentes.

— … queria poder ser eu a cuidar de você. —  confessei, desviando meu olhar para a porta.

— Você está cuidando — Jimin alcançou minha mão e a segurou. — Está cuidando muito bem.

— Você me entendeu…

— Ah, Jungkook…  sempre fui eu a tratar de você. Somos assim. Eu gosto de fazer comida pra você e te ajudar no banho, fazer massagens e cuidar de tudo… eu provavelmente estaria fazendo tudo isso mesmo se você estivesse bom. Não há nada que possa fazer. — me fez olhá-lo. — Você é meu bebê.

— Bebê? — fiz uma careta.

— Tá bom — sorriu, se aproximando e deixando um beijo em minha boca. — … é meu homem?

— Isso — abri um sorriso enorme.

Jimin riu, de jeito doce. — Você acredita mesmo nisso?

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!