Capítulo 19

1.6K 311 235
                                    

Kihyun de repente preferiu fugir para o frio de novo do que encarar a situação. Mas ele já tinha fugido de coisas demais quando se tratava de Changkyun. O mínimo que poderia fazer era ser honesto.

— Pode parecer loucura o que eu vou te dizer agora. — Ele segurou as duas mãos de Changkyun e o olhou nos olhos. — Mas eu quero que você acredite em mim. Preciso. Tá bom? E não quero que me interrompa até eu terminar de falar, mesmo se você sentir raiva.

— Okay.

Kihyun respirou fundo.

— Eu... gostava do seu irmão. Ou achava ele bonitinho, não sei. Quando ele começou a namorar, eu senti que só uma poção do amor poderia me ajudar a recuperar o tempo que perdi achando que iria estragar tudo caso conversasse com ele. Wonho me deu uma. A poção estava naquele milkshake. — Changkyun arregalou os olhos. — Mas foi você quem bebeu. E de repente eu estava me importanto mais com você do que eu pensava que me importava. E quando nos beijamos, eu entendi que quem eu gostava mesmo era você. — Kihyun engoliu a seco, ao contrário dos seus olhos que só se enchiam mais de lágrimas. Ele não conseguia mais falar.

Changkyun não falou nada, mas o puxou para um abraço. Kihyun sentiu lágrimas grossas escorrerem por todo seu rosto.

— Me desculpa — continuou ele, com a voz trêmula —, eu fui egoísta... eu... eu não tive intenção de te machucar, ou te adoecer, e nem de fazer nada disso com Minhyuk também. Wonho disse que pode ter feito alguma coisa errada e acabou dando no que deu. Eu não queria te forçar a nada, nem te obrigar a se envolver com um idiota como eu. Eu sei que você só me beijou pela poção e-

Changkyun tomou seus lábios com gentileza. Kihyun quis afastá-lo, quis dizer que não merecia nada daquilo, que ele estava maluco. E Changkyun percebeu isso, porque o segurou mais forte em seus braços, aprofundando o beijo. Estalos ecoaram junto com a madeira queimando na lareira. A neve lá fora começou a cair graciosamente.

Quando se separaram, Changkyun enxugou as lágrimas que ainda insistiam em cair dos olhos de Kihyun.

— Ainda acha que eu só te beijei pela poção? Eu já sabia de tudo. — Changkyun disse, fazendo com que Kihyun arregalasse os olhos.

— Como...

— Acha mesmo que eu não me preocuparia com todos aqueles sintomas exagerados de paixão aparecendo do nada? Eu sabia que Wonho vendia poções, e Jinyoung disse que um amigo dele havia comprado a do amor e sentiu os mesmos sintomas que eu. Bom, ele não parou no hospital e nem desmaiou, mas fora isso...

— Mas... eu não entendo... por que continuou comigo? Por que não ficou com raiva?

— Eu não preciso de uma poção pra gostar de você, Kihyun.

Kihyun voltou a chorar, mas dessa vez, de felicidade e alívio. Ele abriu um sorriso largo e Changkyun lhe retribuiu com outro, passando a mão em seus cabelos.

— Eu fiquei com tanto medo de você me odiar quando o efeito passasse... — Kihyun admitiu, e Changkyun o abraçou para deitar por cima de si no sofá.

— Eu jamais te odiaria. — Kihyun revirou os olhos com o apelido que secretamente estava começando a gostar.

— Você aceita ficar comigo? — Kihyun perguntou, dessa vez pegando Changkyun de surpresa. — Podemos começar de novo, como deveria ter sido. Sem poção ou qualquer coisa do tipo. Aceita?

— Aceito, rosinha.




[FIM]


———————————————————

ACABOOOOOUUU

MUITO OBRIGADA A TODO MUNDO Q LEU E QUE VAI LER ISSO AQUI AINDA

eu espero que tenham gostado da fic tanto quanto eu gostei de escrevê-la

essa foi a minha primeira fic no wattpad, eu pensei q não ia passar dos 100 views e ela cresceu tanto e tão bem, eu nunca vou conseguir expressar nem metade do quanto eu sou grata por isso aaaaaaA
👉🏻💕💗💕👈🏻

obrigada por tudo! amo vcs de montão <3

- wjsnchateau

POTION OF LOVEOnde as histórias ganham vida. Descobre agora