Capítulo 18

1.4K 287 61
                                    

— Foi mágico, Jooheon! — Kihyun sorria largo enquanto olhava o amigo sentado em sua cama. — Ele ainda parecia tão apaixonado quando nos beijamos. Eu mal pude respirar.

— É claro, porque vocês estavam se engolindo na frente do Papai Noel.

— Deixa de ser amargurado, meu querido amigo! Sei que você e Hyungwon também se encheram de beijos depois de umas taças de vinho.

— Não estamos falando de mim! — Jooheon protestou com o rosto vermelho. — Eu fico feliz por você, mas não quero que se iluda. Você sabe que, uma vez iniciado o tratamento de Changkyun, a poção muito provavelmente perderia seu efeito.

— Mas ele ainda sente algo por mim! Eu sei, eu sinto isso. — Kihyun se jogou ao lado dele na cama. — Ele não teria me beijado daquele jeito se não sentisse nada.

— Se você diz... — Jooheon se deitou também, e o olhou. — Vai contar pra ele que você usou a poção?

Kihyun fez uma pausa. Ele já tinha pensado sobre o assunto antes. Mesmo que já não tivesse mais efeito algum, ele deveria contar para Changkyun? Era certo que uma hora a verdade ia aparecer, então talvez simplesmente fosse melhor contar.

— Eu... acho que vou.

— Kihyun, você precisa contar- não, pera, quê? Sério? — Jooheon se sentou na cama, de repente muito chocado.

— Sim. Uma hora ou outra eu teria que contar. Se quisermos ter um relacionamento, ou pelo menos sermos amigos, não podemos ter mentiras entre nós. Eu não gostaria que ele mantesse isso em segredo de mim, então vou ser sincero com ele também. — Kihyun se sentou e pegou seu celular.

Kihyun
Chang? |

Changkyun
| Já tava achando que tinha esquecido do que combinamos hoje :p

Kihyun
Eu tive pensando se de repente não posso ir na sua casa? Se não tiver ninguém aí... |

Changkyun
| Felizmente, estou sozinho hoje. Mas por quê? Não íamos comer fora?

Kihyun
E ainda vamos! |
Só que eu preciso conversar com você antes de irmos, ok? |
Meia hora e eu chego aí |

Changkyun
| Vou estar te esperando então ;)

— Em meia hora?! — Jooheon exclamou quando Kihyun bloqueou o celular. — Sem nem preparo mental?

— Da última vez que eu me preparei para uma conversa eu mal consegui falar. — Kihyun fez careta ao lembrar da vez em que falou com Minhyuk. Ele se enrolou em um sobretudo e cachecol e calçou seus sapatos de neve. — Nada de preparo. Eu vou lá e vou falar tudo.

— Me ligue pra contar o que aconteceu!

[ > ]

Kihyun avisou Changkyun que estava em sua porta assim que chegou. Ele teria roído todas as suas unhas no caminho se não fossem as luvas. Ele estava tão nervoso que nem se tocou que estava sem sua touca de inverno, com as orelhas muito geladas.

— Já vai! — Ele ouviu Changkyun gritar. Em menos de um minuto a porta foi aberta, e Kihyun pediu licença antes de entrar rapidamente, porque estava frio demais do lado de fora.

— Desculpa entrar assim, é que está negativo lá fora, meu Deus. — Kihyun disse, fazendo Changkyun rir. Ele levou Kihyun até a sala onde havia uma lareira acesa.

— Então, o que tem de importante para me dizer?

POTION OF LOVEOnde as histórias ganham vida. Descobre agora