LIÇÃO NÚMERO 1: Todo momento é um bom momento para recomeçar.

35 3 4

Eu não sei tudo sobre você, mas aposto que há ao menos uma coisa em sua vida que você queira mudar. Talvez você esteja insatisfeito com seu emprego ou se questionando se escolheu a profissão correta, talvez sua vida amorosa esteja uma merda ou sua relação com sua família esteja esfriando mais a cada dia. Quem sabe você não consegue mais encontrar motivos para permanecer vivo.

Há diversos fatores que podem contribuir para nossa insatisfação diante de nossa existência. Para início de conversa, nem fomos questionados se queríamos estar nesse planeta, tendo que conviver com pessoas difíceis e com um ar cada dia mais impuro. Mas aqui estamos e não há para onde correr. Viver não é uma tarefa fácil, principalmente se você enfrenta dias difíceis frequentemente. Eu não sei você, mas eu já tive fases em que desejei morrer, só para não ter que enfrentar mais um dia ruim. Porém, eu continuo aqui, não é mesmo? Isso significa que eu percebi que ainda havia sentido em continuar viva, ainda havia muito o que fazer antes que eu deixasse de existir.

São tantos livros para ler, tantos filmes para ver, tantas pessoas a conhecer e tantas experiências para vivenciar! Agora, imagine se eu tivesse desistido de tudo e decidido acabar com minha própria vida. Além de me privar de tantas coisas maravilhosas, eu causaria dor e sofrimento nas pessoas que me amam e que se importam comigo. Eu não sei para onde as pessoas vão depois que se matam, mas eu sei que eu me arrependeria quando chegasse lá, caso tivesse dado um fim à minha própria vida.

O que eu fiz quando estava de saco cheio de tudo o que vinha fazendo? Eu decidi mudar e fiz o que foi preciso para que minha decisão não fosse apenas um plano. O segredo é começar com as pequenas coisas, para que a mudança seja algo gradual. Eu comprei um livro de um gênero que não era o meu favorito, decidi dar uma chance a um cara que há tempos queria me conhecer, me tornei mais próxima das pessoas que amo e me abri para novas experiências. O resultado de tudo isso foi o nascimento de uma nova pessoa: a verdadeira Sea. Eu me descobri quando permiti que isso acontecesse.

Não tenha medo dos recomeços. Recomeçar pode ser uma tarefa desafiadora, pois lhe tira de sua zona de conforto e lhe lança ao novo, ao desconhecido, mas sempre lhe trará ensinamentos e uma nova percepção sobre aquilo que você achava que já conhecia.

Não há melhor momento para recomeçar do que o agora. Você pode até não saber, mas já perdeu tempo demais andando em círculos e se contentando com aquilo que já conhece. Preste atenção no que vou lhe falar: você ainda não viu nada, meu bem. Você não pode dizer que vive intensamente se todos os dias faz as mesmas coisas e se o comodismo já se tornou parte de quem você é. Nós nunca percebemos o quanto estamos desperdiçamos nosso tempo até que a ficha cai. A parte boa disso é que uma hora você se dá conta de quanto tempo já passou e de como você poderia ter o aproveitado melhor. Não deixe para depois aquilo que você já deveria ter feito. Recomece agora!

Tenha em mente que você nunca estará perdendo por estar se desafiando a ser mais do que já é; pelo contrário, você só tem a ganhar com o processo. Se eu não tivesse mudado minhas atitudes, não estaria tendo uma proximidade tão grande com minha família como tenho agora e não teria encontrado alguém para amar. Antes, eu era uma pessoa solitária, pessimista e extremamente acomodada. A vida não me sorria e em troca eu fechava a cara para ela. Ela só passou a ser boazinha comigo quando eu fiz a minha parte.

Minha mãe costuma usar a palavra "magnífica" para quase tudo e isso me irritava bastante, até que eu comecei a notar que era como ela via as coisas. Quase tudo está perfeito para ela, dá para notar que ela se sente grata com tudo ao seu redor. Até mesmo os dias mais cinzentos e as situações mais complicadas são capazes de fazer com minha mãe tire algo proveitoso e possa ver algo de bom. Ela realmente é uma mulher magnífica e eu adoraria que você pudesse ver o mundo como ela o vê.

Mas, vá ao seu tempo. Não precisa sair por aí mudando tudo, até porque isso faria com que você se sentisse perdido. A mudança deve ser gradual, lembra? O importante é dar o primeiro passo e estar ciente de que a caminhada é longa e pode apresentar alguns buracos, caminhos desconhecidos e pequenos imprevistos.

Movimente-seLeia esta história GRATUITAMENTE!