Heal me

1.6K 158 142
                                    

[ShortFic TodoDeku || Boku No Hero Academia][2]

Era para eu ter postado o cap ontem, mas dei uma pequena vacilada, hehe. Obg pelos comentários <3 E aqui vamos com mais um capitulo!

PS:Nem preciso avisar de novo de está somente postado aqui e no social spirit.

-----------------------------------------------------


Se tinha alguém que Shouto já mais entenderia era o de cabelos esverdeados. Ás vezes o bicolor pegava-se o observando pelo canto dos olhos tentando ao máximo não levantar suspeitas, como ele não tinha socado a cara daquele loiro depois de ele ser tão mal com ele e o tratar como um lixo? Sim, Midoriya tinha um grande coração e disso Todoroki podia ver muito bem.

Mas o que valia a pena tratar os outros bem se for para ser pisado por essas pessoas? É claro que aquele loiro explosivo (seja por sua individualidade e personalidade) e Deku eram amigos de infância, porém quem os visse de longe diriam que Bakugou odiava o menor, e de certa forma era verdade, mas o menor não odiava o loiro por mais que o mesmo fosse um babaca.

Seu dia na sala de aula estava entediante, por mais que a academia fosse de super-heróis ainda não deixavam de aprender sobre as matérias escolares que qualquer escola os ensinaria normalmente. Por mais que a grande maioria preferisse estar aperfeiçoando as suas individualidades em vez de estar enfiados em suas carteiras escutando as palavras chatas e entediantes que saia da boca do professor que parecia cansado. Seu professor falava e falava mas mais uma vez Todoroki parecia estar viajando em meio aos seus devaneios. Logo o mesmo sorriu de canto ao olhar para Midoriya, que estava sentado trémulo, pelo facto de estar sentando fazendo flexões. "De novo..." pensa o bicolor, era bem comum ver o de cabelos esverdeados fazer aquilo durante as aulas quando não tinha muita atenção sobre si próprio.

Um suspiro saiu de sua boca enquanto mantinha a mesma expressão de sempre seu rosto. Preferia estar fazendo as outras aulas em que usavam suas individualidades, mas isso não significa que Shoto fosse ruim nos estudos, algo que ele era bom. Sua mão segurava o seu lápis enquanto batia levemente na folha de seu caderno de linhas quadriculadas. Era raro não ter alguém falando interrompendo a fala do professor, um dia muito calmo até demais.

Estava entediado por já saber a matéria e não ter mais o que fazer durante aquele meio tempo. E uma pequena ideia surgiu em sua mente algo que queria fazer há algum tempo porém sempre acabava esquecendo-se. Na sua folha começou a escrever "Midoryia, me encontre no portão da academia quando a aula acabar.". Escrito e feito, o mesmo rasgou a folha do caderno e a amassou no formato de uma pequena bola.

Por sorte ninguém pareceu reparar, apenas Lida acabou reparando mas acabou não dando muita atenção para aquilo que aconteceu, já que estava concentrado em algo que escrevia em seu caderno. Deku logo virou-se na direção de Shoto e de seguida abanou a cabeça num aceno afirmativo enquanto sorria levemente. E por alguma ironia Todoroki desejou ver mais daquele sorriso que parecia o encantar como se fosse uma pequena chama aquecendo o seu coração frio pela cicatriz que a vida o causou.

|. . .|

Seus braços estavam cruzados enquanto permanecia com o corpo encostado na parede. Seu olhar parecia vago ao recordar dos primeiros dias de aula o qual tiveram que jogar uma bola o mais longe possível e das primeiras impressões sobre seus companheiros de classe. Seus olhos para de olhar para aquele lugar voltando-se para Deku, que parecia ter acabado de chegar.

-O que você quer falar comigo, Todoroki-kun?-Pergunta o de sardas coçando levemente a nuca.

Naquele momento o bicolir pode sentir a brisa bater levemente em seus cabelos fazendo com que eles abanassem conforme o sentido do vento. E de tantas palavras que ele queria falar para o menor, apenas disse o que queria, não deixando os monstros de seus inseguranças e orgulho.

-Obrigado.- Profere as palavras tentando não parecer tão vago o quanto saiu.

Shoto não sabia como o outro poderia reagir perante aquelas palavras até um pouco repentinas vindas por parte dele. Mas logo pode relaxar ao ver o de sardas sorrir soltando uma pequena risada.

-Não se preocupe, afinal somos amigos.(?)-diz Deku esperando alguma confirmação do outro sobre aquilo, vendo o maior sorrir levemente com suas palavras.

-Uhum...

E com aquela simples confirmação, mas eles podiam saber que aquela simples amizade poderia se tornar algo mais. Sentimentos amorosos eram algo que nenhuns dos dois alunos da academia jamais haviam sentindo.

|. . .|

De noite tudo parecia calar, Midoriya e Shoto se encontravam em suas respectivas casas, deitados em suas camas tentando cair no sono já que teriam um dia puxado logo de manhã. E de algum modo o filho do Endearvor podia cada vez mais se esquecer de seu próprio pai, como se ele não existisse. A noite estava calma, porém no interior do bicolor parecia uma batalha. Ele sabia que se continuasse a lutar contra si mesmo, ele seria o único a perder no fim das contas. Queria ser capaz de muitas vezes poder quebrar o silêncio, contudo sentia-se silenciado pelos sentimentos negativos que tinha às vezes sobre si e seu futuro. Quem era? Porque era assim? E no final tornar-se-ia igual a seu pai?

Não, ele não queria isso de modo algum para si e nem para ninguém.

Queria entender como tudo tinha chegado daquela maneira e o porque de sua mãe na juventude ter-se apaixonado pelo seu pai. Quando pensava em sua mãe, não a queria vê-la sentindo medo de si. Mas quando a visitou, pode ver que o olhar dela era diferente

Sua mãe não sentia mais medo de si como no passado.

Ela amava seu filho, e ele foi cego por achar que ele ainda a temia.

Era tolo em pensar por tanto tempo que seria algum dia igual a ele. Midoriya no final das contas provou para ele que não era seu pai e que não precisava agir daquele modo como se usar o sua individualidade de fogo fosse o tornar igual ao Endearvor.

Obrigado, Midorya Izuku...

"Pessoas fortes não têm passados fáceis. Feche suas feridas, cure suas dores e jamais se envergonhe de suas cicatrizes. São elas que mostram que, de um jeito ou de outro, você sempre sabe como se refazer".

Continua... (?)

 -------------------------------------------

Notas Finais: Nos vemos no proximo cap, e espero que tenham gostado! :3

Au revoir~


Monsters Inside Me [TodoDeku]Onde as histórias ganham vida. Descobre agora