Fix me up

2.7K 200 109
                                    

[ShortFic TodoDeku || Boku No Hero Academia][1]

Também postada no social spirit na minha conta de lá com o mesmo nome :v

Depois de muito tempo em hiatus...finalmente voltei :) espero que gostem e boa leitura!

---------------------------------

"Me acorde por dentro, e me salve desse nada que me tornei."

  Superar All Might sempre foi o sonho de seu pai(Endeavor, o herói número dois) algo que se tornou um fardo para Todoroki Shouto. Ás vezes desejava ter coragem para visitar a sua mãe, porém sentia-se ainda um pouco inseguro com aquela ideia. Na verdade várias vezes pensou naquilo, contudo porque? Porque tinha que ser daquele jeito? Seu pai tinha destruido praticamente com sua familia, principalmente com a sua mãe. Como podia simplesmente ignorar aquele facto? O facto de ter medo de algum dia ser como ele, uma monstro.

 Focado em aumentar seus poderes e usar apenas os poderes de gelo do seu lado direito achava que conseguiria provar para seu pai que ele não era como ele. Continuou várias vezes com esse pensamento em seu cabeça, no entanto Midoriya Izuku o fez perceber o quanto estava cego por aquilo que nem se apercebeu, que rejeitando o poder de seu pai não o levaria a lugar nenhum.

 Deku, como foi apelidado por Kacchan, perdeu o torneio para Todoroki no intuito de o salvar de si mesmo, de sue pensamento totalmente vazio e sem objetividade. A luta com o Midoriya o fez refletir sobre seus sonhos, medos do passado e que não entendia-se a si próprio. Não sabia lidar com os seus próprios monstros.

 Precisa mostrar, agora, para o seu pai que mesmo usando os seus dois poderes jamias seria igual a ele. E que tinha de parar de pensar naquilo, no monstros dos outros e nos seus próprios monstros. E Deku ao contrario de qualquer outra pessoa que o julgava com o olhar, pode o decifrar em poucos segundos naquela arena e empedir de se autou-destruir, de se quebrar por dentro.

 Podia ate mesmo ter ganhado, mas não só a luta mas também uma luta com os seus monstros, o qual jamais os pode enteder. Shouto nunca foi um pessoa simples passado o seu treinamento duro desde o cinco anos de idade com o seu pai e com as experiencias com a sua familia acabou tornando-se daquele jeito, complexo.

 Ele era como um cubo mágico, o qual muitos tinham problemas em resolver aquele quebra-cabeça e poucos tinham a capacidade de perceber para achar uma solução para aquilo tudo. A maioria das pessoas paraciam que não queriam usar a lógica, mas sim agir sem nada com nada num ato tão vago.

 No meio de tantas pessoas vazias com suas individualidades, pode finalmente reconhecer Midoriya, por trás de sua individualidade com potencial tinha inteligencia e bondade em seu coração. Um verdadeiro heroí, como os que sua mãe contava quando ainda não tinha ido no treinamento com o seu pai, pois o maiorheroí estava dentro de Izuku Midoriya e isso Todoroki pode ter certeza.

 E não era por isso que desistiria, pois continuaria a sonhar e a crer em dua dia seria um grande heroi e salvaria muitas pessoas, e provaria para seu pai que status de super-heroi numero um era fútil para ele. Por mais que não demonstrasse a sua tristeza pela sua camada de raiva e revolta, ele seguiria em frente com os seus próprios monstros.

 "A tristeza é um monstro que vive na sombra e que sempre surge nos momentos mais duros e infelizes da vida."

 E há noite, quando o silencio dominava, e aquela foi a primeira noite em que ele e seu pai não ficavam discutindo até as três da manhã. E naquela noite pode sentir os seus monstros calmos, tal como se sentiu quando ganhou aquela a luta. Seus sentimentos pareciam estar recolocados por um certo momento, mas a pergunta agora era por quanto tempo aquilo iria durar? Por quanto tempo ia suportar para não acabar sucibindo por causa dos monstro dentro de si e do seu passado.

 Mas apesar de tudo iria manter cabeça para cima, e tentar lutar contra os seus próprios medos. Pois aquela luta que teve no torneio chamais sairia de sua cabeça, o olhar determinado de Midoriya ou o jeito que ele perdeu para salva-lo de se machucar mais por causa de seu pai e seu passado doloroso em relação a sua mãe. Teve que comprovar o seu erro, para provar que sua vida não era tão insignificante o quanto parecia estar se tornando.

 Acustumado com a escuridão e a dor essaltante em seu peito finalmente pode livrar disso substituindo por sentimentos diferente, para seguir em frente mas não do jeito que seu pai pretendia e sim como ele queria. Não existiria mas seu pai em sua mente, mas sim nele mesmo e em sua mãe.

 Ainda existia esperança que as coisas iriam melhorar e se não fosse pelo de cebelos esverdeados talvez jamais deixasse notar o que ele sempre fingiu não ver. Sentia-se leve como se tivesse tirado um grande pesso de seus ombros, como se finalmente estivesse livre da prisão que alguma vez o cercou. E não demorou muito para que o de duas individualidades caísse lentamento no sono com um pequeno sorriso em seus lábios, enquanto sussurava baixo.

 -Obrigado, Deku...-sussurava fechando os olhos devagar sentindo o quanto estava calmo e descansado naquele momento.

 O de olhos verdes foi o primeiro que conseguiu ver no fim de um caminho de sofrimento a chegada da alegria, e era por isso que ele continuaria lutando, Não só para provar coisas para seu pai, e sim também honrar o que é ser um super-heroi e salvar muitas vidas. Midoriya Izuku de certa forma era intrigante pois Todoroki sentia como se ele houvesse-o concertado. Ele não era igual aos outros, o menor era diferente dos outros da academia e não agia com maldade por trás de seus atos como muitos e seu sorriso não lhe parecia falso, parecia o sorriso de alguém que também já machucou e como ele. Pessoas como eles por trás de um simples olhar escondiam uma porção de dor em seus corações.

 "Não construa-me, se for para me destruir e quebrar no final."

Continua...(?)

------------------------------------

Notas Finais: Espero que tenham gostado e...

Au revoir!

Monsters Inside Me [TodoDeku]Onde as histórias ganham vida. Descobre agora