Cap 42- Se eu não fizesse isso outro faria.

6.7K 463 36

Luk~

Cheguei em casa e vou direto para a sala,vejo alguém deitado e era exatamente quem eu nao queria ver agora... Rian.

Me sento no sofá e começo uma conversa com a Angel,sorrio ao ler ela me zoando e fazendo palhaçadas.

Rian- Crush nova maninho? Deixa sua namorada saber diso.- Riu debochado.

Eu- Só pra sua informação "maninho" eu to falando com a minha namorada.- Olho serio.

Rian- Eta calma tava zoando.

Eu- Problema seu,voce nao é mais um muleque nao Rian,voce tem que pensar nas coisas antes de fazer ou falar.- Falo sério encarando o mesmo.

Rian- O que eu fiz?- Me olhou confuso.

Eu- Voce ainda me pergunta Rian? Abre um pouco a memoria,a mais ou menos 3 anos atrás,o que voce fez nessa epoca que pode ter machucado alguém?- Ando ate ele.

Rian- Sei não.

Eu- Entao eu vou te lembrar,voce "maninho" estragou a vida da Angel Rian,DA MINHA NAMORADA. VOCE E...- Seguro ele pela gola da camisa o levantando.

Rian- Ei ei ei calma ai brother,fala baixo ninguem sabe disso e outra quando eu fiz isso voce nem conhecia ela.- Sai de perto o suficiente de mim. 

Eu- Mesmo assim Rian ela nao queria isso,voce obrigou ela tu pode ser preso cara,voce tem noçao disso? Noçao do que voce fez?- Cerro os punhos

Rian- Ela era uma puta se eu nao fizesse isso outro faria.- Ele nao disse isso.

Dou um soco na boca e vejo o mesmo se desequilibrar e cair no chão,ele passa a mão nos labios e encara a mao com sangue,eu o olho com furia por aquele desgraçado ter feito algo tão cruel com a Angel,ele me olha assustado e se arrasta para trás até bater na estante.

Rian- Lukas... Calma cara por favor desculpa.

Eu- Desculpa? Serio Rian voce vai me pedir desculpas? O que voce fez nao tem perdão,se eu ja tivesse com ela naquela epoca voce iria sentir na pele o que ela sentiu,mas agora eu nao vou fazer nada por que eu só quero distancia de voce eu tenho nojo de voce Rian,extrupar é sem perdão mas se quiser vai pedir perdao pra ela.

Rian- Nao me rebaixaria a esse ponto,ela não mudou Lukas eu sei que nao,ela gosta de mim ainda e eu que nao vou mostrar pra ela que eu gosto dela,ja que estamos dando dicas eu te recomendo a deixar ela mem longe de mim,claro se voce quiser ser corno o problema é seu mas pode ter certeza,ela vai cansar de voce e vai vim correndo pra mim.

O levanto com tudo e dou um soco na sua boca e outro no olho.

Eu- Isso é pra voce aprender a respeitar as mulheres seu pau no cu do caralho.- O solto que desequilibrado cai na estante derrubando coisas.

Mãe- O que ta acontecendo aqui.- Aparece na escada.- OH MEU DEUS RIAN.- Vai ate o mesmo vendo ele desmaiado.- O que aconteceu? Filho acorda,AMOR AJUDA AQUI SOCORRO.- Eu apenas o encaro com um sorriso no rosto.- LUKAS O QUE VOCE FEZ?

Eu- Nada... Nada comparado com o que ele fez mãe.

Mãe- Filho por favor me explica.- Diz ja aos prantos.

Eu- Quer saber mãe? Pergunta pra ele quando ele acordar,to saindo.- Pego meu celular e chave e saio de casa.

My~

Termina as aulas e eu vou para o meu quarto,deito na cama e fico assistindo no celular ate alguem entrar no quarto,sinto um corpo sobre o meu e em seguida um beijo ser depositado no meu pescoço me fazendo arrepiar.

Gu- Ta assistindo o que?

Eu- Lucas Lira.- Ele deita do meu lado e me abraça assistindo comigo.


Eu estava com colica e tava insuportável,queria dormir para ver se a dor passava,sei que o Gustavo ta pensando que eu fiz a escolha errada em namorar com ele e que nao quero dizer a ele,mas eu to mal com essa dor por causa da colica e preocupada com minha vida,meu pai e eu discutimos agora até por telefone ele quer vender a casa,eu nao vou aceitar isso nunca mas minha tia não pegou minha guarda ainda e acho que nem vai pegar por causa da Lara,se a Lara inventar coisa para ela bem provável que ela desista de tentar pegar minha guarda.

Eu sei que eu deveria contar logo pro Gustavo mas agora não,agora não dá para contar se nem eu entendi o que ta acontecendo ele muito menos,ele deve tar pensando que eu to brava com ele mas eu não to.

Sinto seus labios no meu pescoço,mordidas,beijos e lambidas são deixasps no meu pescoço,viro de frente para o mesmo o encarando.

Gu- Quero atenção poxa.- Me olha com um olhar de cachorro sem dono.

Eu- Desculpa por não te dar atenção bebe.- Falo com voz manhosa.

Começamos um beijo calmo,num movimento rapido ele me coloca no seu colo apertando minha cintura,ele desçe a mão ate minha bunda apertando ela.

Gu- Gostosa.- Ele diz baixo mordendo o meu labio inferior.- O que voce tem?

Eu- Nada só to naqueles dias,fico meia dolorida sabe?

Gu- Sei não,mas imagino.- Ele me da um selinho.- É so isso Myrella? Pode contar confia em mim.

Eu- Agora não Gustavo,eu prometo que depois te conto tudo.- O beijo.

Gu- Voce que sabe.

Eu- Gustavo eu sei que parece que eu to mentindo mas eu não to,eu gosto muito de voce poxa mas eu só nao quero contar agora,confia em mim eu nao to mentindo não fica bravo comigo por causa disso,eu sei que na sua cabeça eu fiz a escolha a errada mas eu sei que nao fiz se voce pu...- Me corta.

Gu- Ei... Olha pra mim,eu te amo ruivinha,se voce não quer contar não conta de boa eu entendo,eu sei que voce ta seguindo seu coração mas eu tambem to e ele falo pra te proteger e eu to tentando.- Me beija na testa.- Talvez esteja me machucando mas voce estando bem é o que importa.- Me abraçou.

Fiquei ali deitada no peito do Gustavo ate meus os olhos pesarem e eu adormecer.

A Marrenta No Colegio InternoLeia esta história GRATUITAMENTE!