Capítulo 14 - Wulfenkind e o deus do fogo

343 57 56


Essa ruiva realmente tem problemas

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.

Essa ruiva realmente tem problemas. No meio de tantas loucuras que escutei hoje, ela ainda consegue ser a pior de todas! Como ela consegue ser desequilibrada desse jeito com um pai como o Malcolm?

Anne ainda não conseguia acreditar nas coisas que Jill tinha dito. Na hora, ficou tão surpresa com aquela reação, que simplesmente não soube o que responder.

Mas agora... agora estava com vontade subir aquelas escadas e soltar alguns desaforos também.

Só o que a impediu foi o fato de que Malcolm se adiantou para se desculpar pelo comportamento da filha.

— Por favor, desculpe a minha filha. Ela só está preocupada com tudo o que está acontecendo. — Ele disse, se aproximando e colocando a mão suavemente no braço dela. — Acredite em mim quando digo que ela tem seus motivos.

— Tudo bem, — Anne disse, e desejou que sua voz tivesse soado mais sincera do que realmente se sentia. — acho que só fui pega de surpresa com a reação dela.

— Compreensível. — Malcolm concordou. — Jill não deveria ter dito aquilo, não daquela forma. Você é minha visita.

Então, Anne viu algo ocorrer ao homem e ele sorriu quando disse.

— Agora que percebo, minha filha não é a única sem modos. Você é minha visita, gostaria de conhecer o resto da casa?

Anne percebeu que ele estava, claramente, tentando amenizar os estragos, ao mesmo tempo que lhe dava um momento para colocar os pensamentos em ordem. Então aceitou o convite e permitiu que Malcolm a guiasse em uma tour pelos demais cômodos da mansão.

Erik e Dereck preferiram não fazer comentários e saíram da casa com apenas um aceno de despedida para ela.

Malcolm apresentou a sala de jantar, cozinha e os jardins externos da casa. Ignoraram, por bons motivos, o andar superior.

O lugar era mesmo lindo e grande, para uma casa onde apenas cinco pessoas moravam. Móveis de bom gosto e que pareciam ter custado uma pequena fortuna decoravam cada cômodo. Os corredores tinham quadros lindos nas paredes cor de creme.

— Este lugar é enorme. — Ela disse. — Só vocês moram aqui? — Tinha a impressão de que a casa deveria ter mais do que cinco quartos. Pelo menos uns dez, eu acho.

— Minha família é grande, mas nem todos moram aqui. Apenas tenho muitos quartos de visita. O terreno pertence a minha família a gerações. Sou descendente dos primeiros colonos desta parte do país. — Malcolm explicou. — Pelo menos é o que dizemos, oficialmente. A verdade é que estamos na América à muito mais tempo do que isso.

— Como assim?

A voz do homem mais velho tinha um tom sereno que a ajudou a ficar mais calma. Logo, não estava mais se importando com Jill.

A filha do fogo - Ragnarok Saga 1 (Vencedor Wattys 2018)Leia esta história GRATUITAMENTE!