Capítulo 15 - O bater do martelo

3.3K 562 392
                                              

— Eu ainda não consigo acreditar! — tia Lauren murmura boquiaberta. — Ele era tão...

— Confiável. — aponto.

— Lindo. — tia Lauren corrige-me.

Reviro os olhos com seu comentário. Resumindo: após assistir ao vídeo, concluímos que Luke Stewart seria o americano a assumir a presidência da Construtora O'Connor, há cerca de sete anos atrás. Como Jer não abriu mão de seu posto, Luke decidiu se vingar e esperou o momento certo para isso. Ele, sendo um gênio da Informática, forjou o vídeo, realizou o desfalque e contratou testemunhas falsas. Obviamente, ele nunca apontaria nenhum erro em seu vídeo. Ele mencionou o nome de Charlize pra mim, ele estava pagando-a para não defender Jer da forma que deveria e ele ainda teve a coragem de olhar nos olhos do meu filho e dizer que ajudaria.

Apesar de estarmos exaustos, após a descoberta do vídeo, não conseguimos dormir direito. Eu não esperava que fosse Luke. Ele pareceu-me tão sincero.

— Vamos apresentar o vídeo à polícia. — Jer cruza os braços.

— Posso falar com meu advogado. Pelo que pude perceber, Taylor não está envolvido nisso. Ele disse que os homens que aparecem no vídeo foram procurá-lo. Está na cara que Luke está por trás disso também.

— Ben está certo. — mamãe concorda.

— Que ótimo! O loiro bonitão é o violão da história. — tia Lauren murmura novamente.

— Lauren!

— Não reclame, Bruce. Ainda estou brava com você.

— A polícia também analisou o vídeo. — Ethan fala.

— Sim, mas o que nos garante que eles não foram subornados? — Alice ergue as sobrancelhas.

— Precisamos agir com cautela. Luke é perigoso. — papai parece pensar.

— Por isso os homens do cassino não conheciam os que apareciam no vídeo. E, com certeza, ele está por trás dos assassinatos dos empregados da Construtora e ele é inteligente o suficiente para burlar os sistemas de segurança na nossa casa, da empresa e apagar todas as imagens. — encaixo as peças do quebra cabeça.

— Como assim cassino? — mamãe olha Jeremy e eu seriamente.

— Eu tentei impedir. — Jer levanta as mãos em sinal de rendição. — Mas sua filha é teimosa, não sei por quem puxou. — ele desdenha, fitando papai. — Só que deu tudo certo.

Tirando o fato de que Jer quase levou o tiro de um bandido, sim, deu tudo certo. No entanto, a situação já está tensa demais. É melhor ocultar esse fato.

Papai ligou para Taylor Lavigne, o qual será nosso advogado. Eles e Jeremy foram até a delegacia e apresentaram o vídeo onde Luke e Charlize confessam o crime que cometeram. Luke Stewart foi intimado a comparecer na delegacia imediatamente, assim como Charlize Williams. A primeira audiência foi marcada para depois de amanhã.

— Hoje flagramos Benjamin Underwood, seu genro, Jeremy O'Connor e o advogado Taylor Lavigne, saindo de uma delegacia no centro de Los Angeles. Ontem, Benjamin fez uma declaração informal, dizendo que errou quando acusou Jeremy, presidente da Construtora O'Connor, de realizar um desfalque de trinta milhões na sua Companhia e afirmou que o genro é inocente. O que será que aconteceu dessa vez?

Desligo a televisão após ouvir a breve declaração do programa de fofocas. Jer deita-se ao meu lado, assim que sai do banho.

— Tudo bem, esposa?

— Sim. Só estou... com medo. — sussurro.

— Por quê? Vai dar tudo certo, amor.

— Jeremy, esse Luke provou ser maluco. Ele matou pessoas ou mandou matar pessoas... mas tudo envolve matar. Eu tenho medo pelo Rick, por você, por nossa família. — sinto meus olhos marejarem.

Indelével | spin-off de Contrato de AmorOnde as histórias ganham vida. Descobre agora