Capítulo 14 - Abraços apertados

3.2K 555 578
                                              

Há semanas meu marido está na cadeia. Tem sido difícil lidar com isso. Tem sido mais difícil ainda ver meu filho lidar com isso.

Rick sente muita falta de Jer. Eu também sinto, mas estou sendo forte por ele. Meu menino precisa de mim. Então, quando estamos juntos, faço de tudo para fazê-lo rir. Tia Lauren, Jeff e mamãe também contribuem com isso. Alice trouxe Sophia para brincar com Rick algumas vezes. Entretanto, o sorriso do meu menino não é mais o mesmo.

Quando não estou diante dele, entro em algum cômodo da casa, tranco-me e desabo. Jogo para fora toda tristeza que tem me assolado.

Luke continua trabalhando, assim como Charlize. Entretanto, ainda não obtivemos resultados. Eu vou visitar Jer uma vez na semana. É feliz e triste ao mesmo tempo. Feliz porque posso vê-lo, triste devido às condições que o vejo.

Mamãe está decidida a pedir o divórcio, mas sei que é difícil pra ela tomar tal decisão. Tia Lauren e tio Bruce reataram, mas sei que as coisas não tem sido fácil pra ele. Tia Lauren fez ele pedir desculpas de joelhos, assim como Ethan. Meu tio e meu primo se dizem arrependidos. Sinceramente, acreditei em seu pedido de desculpas.

Já meu pai... ele tentou nos ver, porém, eu neguei. Sei muito bem que devemos honrar pai e mãe, mas... ele machucou-me demais. Papai machucou o Rick. Meu filho foi até o fórum implorar para o avô não mandar o pai para a cadeia. Benjamin Underwood não expressou reação nenhuma. Os gritos de meu filho chamando Jer ainda partem meu coração, assim como as lágrimas quentes que rolavam em seu rostinho. Lágrimas que ainda rolam de vez em quando.

Jeff contou que Rick ouviu uma de nossas conversas e pediu para ir até o tribunal. Jeff não pôde negar seu pedido e foi acreditando que meu pai cederia. Infelizmente, o pior ocorreu.

Por estar sem cabeça pra isso, tia Lauren, Alice e mamãe organizaram a festa de aniversário do Rick. Tudo o que ele fala é sobre o quanto queria Jer na sua festa, mesmo que não fosse vestido de Capitão América. Tio Bruce, Ethan, Jeff e até mesmo Luke, ofereceram-se para vestir a fantasia, no entanto, Rick foi bem claro: ele queria seu pai.

Alguns convidados já começaram a chegar. Recepciono todos com um sorriso no rosto, mesmo que seja um sorriso falso. Só sorrio de verdade quando vejo Rick rir de algo que um amiguinho disse.

A festa está sendo realizada no jardim da nossa casa. O espaço é bem amplo. A decoração é dos Vingadores e Rick está com uma roupinha do Capitão América. Meus olhos ficam marejados ao lembrar que Jer não está aqui para me prender em um abraço, sussurrar que me ama ou dizer alguma bobagem.

Obviamente, nem todos os convidados vieram. Estamos estampando revistas e sites de fofocas. Graças a Deus, muitos destes ficaram a favor de Jeremy. Outros apenas relataram a notícia e outros detonaram meu marido. O que mais importa é saber que Deus sabe de todas as coisas e que Ele é justo, ainda que os homens não sejam.

Ontem pedi para mamãe entregar o convite do aniversário do Rick para o meu pai. Meu filho tem um coração bom, não guarda mágoas do avô, apesar do que ele fez. Rick, de alguma forma, enxerga em meu pai uma figura paterna. Como eu disse, ele tem um coraçãozinho bom demais.

— Ficou tudo lindo, tia Lauren. Obrigada. — agradeço enquanto admiro a decoração.

— O Rick merece.

Um forte barulho chama a atenção de todos na festa. Rick vem para perto de mim, assim como mamãe e o resto da família.

Olhamos o helicóptero acima de nós. Uma pessoa pula e logo outra pula em seguida. Dois paraquedas abrem-se, um azul e um vermelho.

Mamãe abre um sorriso, não consigo entender o porquê. Só compreendo depois que duas pessoas correm em nossa direção. Uma em especial.

Rick corre em sua direção com uma alegria que enche meu coração. Já não consigo mais conter as lágrimas e logo os soluços tomam conta de mim. Lágrimas de grande felicidade.

Indelével | spin-off de Contrato de AmorOnde as histórias ganham vida. Descobre agora