⚠ Twenty Five ⚠

28.1K 2.9K 3K

Antes de começar, quero agradecer imensamente a cada um de vocês pelo apoio e carinho no "probleminha" de ontem... Não se preocupem, jamais passou por minha cabeça, desistir dessa obra, aceitei o desafio de escrevê-la, e irei levá-la até o fim... Não costumo desistir fácil das coisas, muito menos das pessoas... Vocês são incríveis, os melhores leitores do mundo... Essa obra teve um crescimento espantoso, por isso me animo muito em escrevê-la, e não será qualquer um que irá derrubar minha ideia... Não quis em momento algum gerar confusão, tanto que nem mesmo identifiquei a criatura, e "ela(e)" acabou ficando sem minha resposta... Afinal é como meu professor me disse uma vez  "O silêncio é a melhor resposta que podemos dar aos idiotas, pois onde a ignorância fala a inteligência não dá palpite."... Vocês são minha inteligência, cada um de vocês, é parte do meu sorriso... Só consegui chegar a esse nível com essa obra, devido a o esforço de cada um em ler, votar e comentar... Obrigada por tudo! <3 

AMO VOCÊS! <3

O que querem para comemorar 50K?

Ex.: 50 Fatos sobre mim...

P.S.: Não sou BTS, mas tenho coletes... Vocês! ( Ok! Vou verificar como está o nível de meus medicamentos ) Kkkkk' Não liguem, a cria aqui é louca... Kkkkk'

Beijeons! <3

~~~~ ❤ ~~~~

AVISO: Não chega a ser Smut / Lemon... Mas esse capítulo contem cenas um pouco fortes...

Boa Leitura!

"Intuição não falha meu bem, não mesmo."

Jimin P.O.V's

     Acordei sentindo um pouco de frio, geralmente em casas de campo, a temperatura cair durante a madrugada. Constatei que estava completamente nu, e o alfa que dormia ao meu lado não estava diferente. Jeon parecia estar em sono profundo, quase em coma, poderia entrar uma carreata no meio do quarto, que ele nem se quer mexeria um músculo. Me levantei devagar, a procura de uma boxer e uma blusa para me aquecer, mas antes de voltar para cama, senti minha garganta seca. Por mais que tivesse um pouco de medo, segui em direção ao primeiro andar, quase nos fundos da casa, onde fica a cozinha.

     Ainda na escada, consegui ouvir barulho de alguns copos se quebrando, achei que fosse Minhyuk e seu jeito estabanado quando está sonolento. Caminhei a passos leves, não querendo assustá-lo ainda mais, mas quando cheguei na porta do cômodo, percebi que não era meu primo, nem mesmo um dos garotos, era nosso caseiro, de costas para a porta, com uma garrafa de Whisky nas mãos, tentando pegar um dos copos da prateleira. O mais velho tinha total acesso a casa, a chave de absolutamente todas as portas, um erro talvez, mas minha avó nunca mediu as conseqüências.

     Tentei me retirar, sem ser visto, pois saberia que entraria em uma enorme enrascada, caso fosse visto ali. Não sei se foi por medo, mas acabei esbarrando em um dos móveis, derrubando um pequeno enfeite. Me encolhi entre uma mesa e a parede, torcendo para que o maior não estivesse me escutado. O aroma de seu rut tomou conta do ambiente, misturado ao forte cheiro de álcool, fazendo meu estômago revirar com a mistura, seus passos batendo firmemente contra o assoalho de madeira, me levavam direto para o cenário de um filme de terror.

     Me encolhi ainda mais, prendendo minha respiração, e sentindo as lágrimas correrem por minha bochecha, estava escuro, mas sei que ele me encontraria pelo cheiro. Poderia tentar correr, mas ele me alcançaria por ser tão ágil. Poderia gritar, mas minha avó sempre toma calmantes antes de dormir, Yoongi tem sono pesado, Taehyug também, principalmente se estiver abraçado ao ômega. Jungkook pareceu ter sido vencido pelo cansaço, e não acordaria fácil, minha única saída seria Minhyuk, mas nem mesmo sabia se ele estava em casa, já que costumava ir até o vilarejo durante a noite. Dakho passou por mim, seguindo até a sala, e pareceu farejar como um leopardo a procura da presa.

Sweet Poison ⚠ Jikook ABO ⚠Leia esta história GRATUITAMENTE!