☀88☀

17.4K 2.5K 7.3K

Deem suporte à fanfic, votem e comentem. Boa leitura!

LEIAM, POR FAVOR: esse capítulo é bem desinteressante, por não conter ação, ele descreve apenas a adaptação de Jimin à casa do Jungkook. então eu sei que muita gente vai chegar na metade já com sono, e eu entendo se quiserem ignorar esse capítulo, mas eu peço que não deixem de ler a fic por conta dessa fase meio parada, porque logo a açãozinha volta e a fanfic acaba. certo? tenham paciência, não deixem sunboy agora que já está terminando, por favorzinho.


 

Cara, a vida às vezes é uma comédia tão sem graça que até me faz rir de tão patética.

Incapaz de me mover sem gritar de dor, eu assistia tudo deitado em minha cama, eu vi minha mãe sair para trabalhar, levar suas coisinhas para sua casa, eu vi Jimin trazer suas roupas para cá. E ainda era estranho pra caralho vê-lo ali, tão perto, pronto para morar comigo. Céus como eu queria que isso estivesse ocorrendo de outra forma, mas se é assim que nosso belo sonho pode se tornar realidade, então que seja.

Quero dizer, ainda não é o meu sonho, o de viver juntinho dele para sempre, em uma casa realmente nossa, adotar crianças e tudo mais, ele está vindo para cá por ambas as nossas necessidades. E eu sei que será estranho, pois ainda não estamos 100%, porque tanto ele quanto eu ainda pensamos demais no que aconteceu.

Ah, estamos fodidos e mal pagos.

Sério!, por que eu não podia me apaixonar por alguém normal? Por que tinha que ser justamente Jimin e seu tremendo medo da vida?

Não sei, só sei que é ele que eu amo, e não há nada que eu possa fazer. É como se a cada dia meu coração se apertasse mais ao pensar nele, ao ouvi-lo, ao vê-lo. E eu sei que eu sou o maior idiota do mundo por ele, eu juro, não há ninguém que possa ser mais bobo que eu quando o assunto é Park Jimin.

Quando o assunto é Park Jimin e seu sorriso, seu olhar sempre vivido, suas bochechas coradas, seus toques gentis, sua voz macia, sua boca na minha.

— No que tá pensando? — eu ouvi me perguntarem, e só então lembrei que Jin estava ali me dando uma mão, enquanto Jimin estava fora, resolvendo suas coisas. — Tão aéreo…

— Desculpa — pedi, o mirando.

— Eu entendo — Jin sorriu sentando-se ao meu a lado e afagando meu ombro bom.  — … muita coisa acontecendo.

— Sim — suspirei, fechando meus olhos por um momento. — E eu não sei quando tudo começou.

— Começou quando você provou mais uma vez que sempre deixa o seu coração ganhar suas batalhas internas, não dando nem chances a razão — me disse.

— Isso é ruim, eu suponho — murmurei.

— Não… digo, é como você age, e tem consequências, boas ou ruins. E assim seria mesmo se você usasse apenas sua razão. — disse Jin, se levantando e buscando um chá na mesa. — Ainda é cedo pra você saber.

Eu assenti, apanhando a xícara de chá de sua mão, bebendo um gole. — Mas é tão confuso.

— Você se arrependeu de ter ido buscá-lo em Masan? — Jin perguntou, voltando a sentar ao meu lado.

E eu imediatamente respondi: — Não.

Ele riu fraco. — Você é um bom garoto.

— Sou um idiota, isso sim — resmunguei.

— Nós ficamos assim quando amamos, Jungkook — riu mais uma vez, mas então me olhou com seriedade. — Vocês irão ficar bem.

— Iremos?

Sunboy {jikook}Leia esta história GRATUITAMENTE!