Capítulo 11 - Revelações sob lanternas de papel

434 67 87

Oops! This image does not follow our content guidelines. To continue publishing, please remove it or upload a different image.


— Eu não vou sair vestindo só isso ai! — Anne reclamou, olhando para as roupas que Julia tinha separado para à noite.

— Anne, fala sério. — Julia respondeu enquanto ainda analisava o guarda-roupa da amiga atrás de mais alguma coisa que pudesse aproveitar ali. — O festival vai estar cheio de garotas que não vão tirar os olhos do Kol, acho melhor você garantir que ele não tire os olhos de você.

As duas tinham acabado de voltar do trabalho e estavam se arrumando para ir ao festival de Outono no parque Tillman.

Julia estava decidida a construir um visual incrível para amiga. Mas só o que Anne conseguia ver na cama era uma calça jeans bem justa, as botas novas que comprara ao chegar na cidade, uma mini blusa preta decotada e uma jaqueta jeans, que servia mais como item decorativo do que para proteger do frio que com certeza iria fazer naquela noite.

Anne respirou fundo para se acalmar, Julia devia estar pensando que ela estava indo no festival para se atirar em Kol. Quando, na verdade, só o que ela queria era ter a chance de conversar a sós com ele. Eu preciso perguntar o que foi que aconteceu no dia em que ele me salvou. Ele deve ter visto o que eu vi... sei que não estou ficando louca.

Isso para não listar o resto dos acontecimentos bizarros que estavam fazendo fila na vida dela. Sonhos estranhos e feridas que tinham desaparecido como que por mágica.

Ela ainda usava o curativo na cabeça, para manter as aparências, mas já tinha olhado a região com um espelho pelo menos umas cinco vezes. Não havia sinal nenhum de um ferimento ali.

— Eu vou morrer congelada se for com essa mini jaqueta. O que tem de errado com minha jaqueta de couro? — Anne quis saber.

— Nada, só não vai ressaltar sua cintura sexy tanto quanto a mini. — Julia respondeu, finalmente desistindo de sua busca por roupas melhores. — E por favor, o Outono mal começou, não vai esfriar tanto assim à noite.

— Ah é? E o que eu faço se esfriar, senhora moça do tempo? Ontem até que fez frio à noite.

— Se o Kol te vir com este visual aqui, ele vai querer te esquentar. Problema resolvido. — Julia disse com um sorriso e um olhar cheio de imaginação.

Anne atirou uma almofada na cara da amiga, mas não conseguiu conter o riso. Olhou mais uma vez para as roupas. Bom, eu preciso mesmo falar com ele. Se isso me ajudar a ter sua atenção, que seja.

— Tudo bem, você ganhou. Mas não porque eu quero que ele ou qualquer outro me esquente. — Disse, se conformando com o visual proposto.

— Use a desculpa que funcionar para você. — Julia continuava a rir.

A conversa das duas foi interrompida por duas batidas rápidas na porta.

— Vocês vão demorar muito ainda? — Jack perguntou. — O John já voltou e disse que podemos pegar a picape!

A filha do fogo - Ragnarok Saga 1 (Vencedor Wattys 2018)Leia esta história GRATUITAMENTE!